JORNALISMO NAS AMERICAS

Blog de Notícias

Enviados da ONU e da OEA pedem ao México que reconheça violência e proteja jornalistas


Frank La Rue e Catalinta Botero, relatores das Nações Unidas e da Organização dos Estados Americanos para a liberdade de expressão, revelaram as observações preliminares de sua visita conjunta ao México e alertaram que a situação no país é grave, informaram a BBC Mundo e El Universal.

De acordo com os relatores, o México se tornou o país mais perigoso das Américas para jornalistas, acrescenta La Jornada. La Rue e Catalina criticaram a impunidade generalizada e a falta de ação do governo frente aos ataques do crime organizado contra a imprensa, e destacaram a necessidade de maior autonomia e recursos para a repressão desse tipo de agressão, dizem La Crónica de Hoy e a AFP.

Segundo a EFE, os dois enviados da ONU e da OEA também lamentaram não terem se encontrado com o presidente Felipe Calderón durante sua visita de duas semanas ao país.