Knight Center
Knight Center

Foto de atleta negro retratado como branco em revista da ESPN gera polêmica nos EUA



A revista do canal de esportes ESPN, a ESPN the Magazine, está dando o que falar pela publicação de uma foto tratada digitalmente do jogador de futebol americano Michael Vick, que é negro, e está com a pele branca na imagem. Vick, zagueiro do Philadelphia Eagles, foi parar nas manchetes em 2007 quando se declarou culpado das acusações de envolvimento com uma arena ilegal de luta de cães. Passou 21 meses na prisão.

Hank Koebler, do Huffington Post, disse que o artigo era "jornalismo amargamente ruim", e que "descaradamente faz oposição de raças para chamar atenção".

Touré, autor do artigo, intitulado "Se Michael Vick fosse banco", explicou seu ponto de vista sobre a matéria em um programa de opinião da CNN, dizendo que "não tinha conhecimento ou influência sobre o título da matéria e sobre a imagem terrível e mal-interpretada de Vick com o rosto branco, que me deixou consternado e enojado quando vi."

A foto foi tirada do site da ESPN por um curto período de tempo, mas então foi postada novamente, segundo o site Buzz on Broad.

Na sexta-feira, 26 de agosto, o editor da ESPN the Magazine, Chad Millman, publicou uma declaração, na qual afirma que "nós tivemos várias conversas sobre como complementar o ensaio de Touré com imagens que fizessem as pessoas refletirem tanto quanto as palavras faziam". Por fim, o tratamento resultante pareceu a maneira mais forte de responder à questão que tantos já se fizeram".

O jornalista Chris Chase, do Yahoo Sports, criticou a declaração com o argumento de que "a única coisa que Millman faz é confirmar que a ESPN The Magazine tomou uma decisão de publicar uma manchete intencionalmente provocativa e uma imagem tratada de maneira tosca no Photoshop em um artigo que haviam pedido a Touré. Nós já sabíamos disso. Se não há pedido de desculpas em relação à imagem ou defesa da decisão de publicá-la, por que escrever uma declaração?"

Já o jornalista Sean Gregory, da revista Time, disse que a foto foi mais "boba do que ofensiva", acrescentando que o autor do artigo não entendeu a questão: "A maior decepção de toda a história foi que os verdadeiros pontos de interesse da experiência de Michael Vick, que estão nas reações polarizadas a seu crime, punição e retorno, não foram levantados".

Assista abaixo a uma entrevista do site Media Beat com Touré, o autor da matéria.



Reply

The content of this field is kept private and will not be shown publicly.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.


Newsletter

Subscribe to our twice weekly newsletter about journalism in the Americas.

Choose your language:


English
Español
Português


Please enter your e-mail address: