Knight Center
Knight Center

Jornalista uruguaio afirma ter sido alvo de interceptação telefônica após criticar forças armadas



Um jornalista uruguaio denunciou que teve o celular interceptado após descobrir que seus contatos estavam recebendo ligações de desconhecidos a partir de seu número telefônico, informou o jornal digital El Espectador neste domingo, 31 de março.

Javier Bonilla escreveu uma matéria crítica na revista alemã "Tecnologia Militar" sobre as forças armadas do Uruguai, considerada "ofensiva" pelo Ministério da Defesa, e acredita que este seja o motivo para a suposta intervenção em seu telefone, de acordo com o site Clases de Periodismo. O jornalista já havia recebido chamadas da presidência do Uruguai com pressões para "baixar os níveis" de críticas de um artigo.

Após a publicação, o Ministério da Defesa enviou uma carta ao editor da revista alemã sobre assuntos militares exigindo que ele revelasse o nome do autor do artigo para iniciar ações legais contra o jornalista, noticiou o semanário uruguaio Búsqueda.

Bonilla explicou à sua companhia telefônica que não utilizou seu celular para realizar ligações que seus contatos afirmaram ter recebido. A empresa respondeu que o telefone poderia ter sofrido uma interceptação, mas que não teria o equipamento necessário para investigar, segundo o El Espectador.



Responder

El contenido de este campo se mantiene privado y no se mostrará públicamente.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.


Suscríbase a nuestro boletín

Reciba nuestro boletín semanal sobre el periodismo en las Américas.

Escoja su idioma:

English
Español
Português

Por favor, ingrese su correo electrónico: