Knight Center
Knight Center

NOTICIAS DO CENTRO KNIGHT

Jornalistas falam sobre como prestar contas para sociedade na era Trump no primeiro dia do ISOJ


A eleição presidencial de 2016 deixou muitos leitores descrentes da imprensa, que, aos seus olhos, errou muito na previsão do resultado do pleito. Isso deixou os jornalistas com duas grandes perguntas: Como eles podem continuar cobrando as autoridades apesar da desconfiança do público? O que os jornalistas podem fazer melhor?

L to R: Evan Smith, McKay Coppins, Sopan Deb, Clara Jeffery and Matt K. Lewis (Mary Kang/Knight Center)

Palestrantes no Simpósio Internacional de Jornalismo Online (ISOJ) 2017, no painel chamado “Jornalismo de prestação de contas na era Trump”, tentaram dar respostas para essas questões e apresentar as suas perspectivas como editores e repórteres no país.

O painel foi mediado por Evan Smith, CEO and cofundador do Texas Tribune, e contou com a participação de McKay Coppins, redator do The Atlantic; Sopan Deb, repórter de notícias gerais do The New York Times; Clara Jeffery, editora-chefe do Mother Jones; e Matt K. Lewis, colunista sênior do The Daily Beast.

Deb rapidamente rejeitou a ideia de que é preciso fazer uma ampla revisão da profissão, porque os jornalistas operam de formas muito diferentes dependendo do veículo e do ritmo da cobertura.

“Quais mudanças fundamentais nós precisamos fazer como jornalistas na era Trump?”, Deb questionou. “Novamente, isso depende do tipo de jornalismo. Mas eu contesto a ideia de que é preciso ter mudanças fundamentais no que nós fazemos como profissionais. Nós não temos que mudar tudo que essa profissão tem feito por séculos, e nós não temos que mudar as regras porque o Donald Trump se tornou presidente.”

Ao invés de grandes mudanças, Deb disse que mais pode ser feito na esfera individual.

“Donald Trump não tem o poder de decidir o que é ou não bom jornalismo”, disse Deb. “Para vocês que podem estar preocupados sobre serem constantemente chamados de fake news (notícias falsas), parem de se preocupar. Controlem o que vocês conseguem e simplesmente façam um bom trabalho, porque você nunca vai fazer todo mundo feliz.”

Já a palestrante Clara Jeffery disse que os jornalistas precisam se questionar como fazer com que Trump preste contas enquanto ele está tentando "gaslight a indústria inteira”. Por outro lado, Matt K. Lewis afirmou que jornalistas precisam olhar para si mesmos e se perguntar: “Como nós podemos fazer um trabalho melhor para que o jornalismo preste contas para a sociedade?”

“Normalmente, quando as pessoas na mídia mainstream cometem erros, eles ao menos admitem, se desculpam e assumem a responsabilidade, mas, francamente, muitos erros têm sido cometidos, e a questão que temos que nos perguntar é: por quê?, disse Lewis. “Eu não acredito que é porque a mídia liberal é enviesada e quer prejudicar Donald Trump. Eu acho que tem quase tudo a ver com tecnologia.”

Lewis mencionou um incidente recente em que um editor de esporte do New York Times compartilhou uma foto de comparação que fazia parecer que mais New England Patriots tinham visitado o presidente Obama do que o president Trump para honrar as suas vitórias no Super Bowl. Na verdade, o número era quase o mesmo, o que fez com que o New England Patriots publicassem uma correção no Twitter.

Ao invés de focar em notícias quentes ou em tentar ser o primeiro a publicar uma foto no Twitter, Lewis diz que os jornalistas precisam tornar a precisão uma prioridade.

O 18 ISOJ acontece em Austin, Texas, de 21 a 22 de abril, 2017. A transmissão ao vivo das palestras está disponível no site isoj.org em Inglês e Espanhol.




"Bookmark






Assine aqui a nossa newsletter semanal!

Nome Completo

Email *
Selecione as listas que deseja subscrever
Boletim Semanal (Português)

Boletín Semanal (Español)

Weekly Newsletter (English)
email marketing
by activecampaign

Comentários recentes