Knight Center
Knight Center

NOTICIAS DO CENTRO KNIGHT

Com apoio do Google News Lab, Centro Knight oferece curso online de programação em Python para jornalistas


Analisar bases de dados massivas ou milhares de documentos dispersos, estruturar informações de páginas web, identificar padrões de texto em documentos oficiais. Essas são demandas cada vez mais frequentes no trabalho jornalístico que, sem rotinas automatizadas, podem ser muito trabalhosas ou até mesmo impossíveis de executar. 

O novo curso online em português oferecido pelo Centro Knight, graças ao generoso apoio do Google News Lab, vai ensinar a criar programas em Python, uma das mais populares linguagens de programação do mundo, para resolver problemas recorrentes que jornalistas enfrentam, em especial no uso de dados digitais. Inscreva-se já para garantir sua vaga no curso.

Não há pré-requisitos para participar neste curso, que foi concebido para ajudar jornalistas que queiram iniciar-se na programação, mesmo que não venham a ser programadores profissionais. Cada vez mais, trata-se de uma especialização de alta  demanda nas redações em todo o mundo, onde convivem jornalistas-programadores e programadores-jornalistas.

Em quatro semanas -- de 20 de novembro a 17 de dezembro - os participantes vão aprender lógica de programação e entender melhor como funcionam os programas de computador, os bancos de dados e a própria Internet com os instrutores Álvaro Justen e Pedro Burgos.

Álvaro Justen é um programador veterano da comunidade Python no Brasil, ativista e colaborador de projetos de software livre desde 2004. Atualmente trabalha capturando, limpando e analisando dados em diversos projetos jornalísticos. Ele é gerente de cursos da Escola de Dados no Brasil. 

Pedro Burgos é jornalista e desde 2015, desenvolvedor e fundador do Impacto.jor, uma iniciativa para medir o impacto do jornalismo na sociedade. Tem mestrado em Jornalismo Social na City University of New York e foi pesquisador visitante na Universidade de Columbia, em 2017. Trabalhou em rádio, jornal e revistas, até ser editor-chefe do site de tecnologia Gizmodo Brasil.

"Esse curso foi pensado para jornalistas, então os exemplos que usamos partem das dificuldades que eles costumam enfrentar no seu dia-a-dia", explica Álvaro. "Além disso, trazemos vários exercícios práticos para que os participantes do curso consigam criar seus próprios programas e automatizar tarefas repetitivas". 

Pedro também aponta o caráter direcionado do curso como um diferencial. "Por exemplo: logo na primeira semana, a gente mostra como usar as variáveis e operações básicas de Python para calcular quanto custa algo em 'apartamentos do Geddel'", brinca. "Há dezenas de cursos online excelentes que ensinam o básico da programação. Mas acredito que ao focarmos em exemplos jornalísticos, vai ser mais fácil para os alunos fixarem o que aprenderam. Nada de 'Hello World' aqui", completa. 

Cada semana trará um enfoque diferente: na primeira, o foco será nos princípios da lógica de programação e nos conceitos fundamentais da programação em Python, como variáveis e comandos de decisão. Em seguida, os alunos vão ver como as informações são organizadas nos computadores e nos bancos de dados pela internet. Nas duas últimas semanas, aprenderão a desenvolver pequenos códigos que executam tarefas pré-determinadas e construir um programa de automação para raspar dados de páginas da Internet.

"Se você jogar no Google a definição de jornalismo, o primeiro resultado fala em coleta e análise de informações da atualidade'. Consigo ver a programação se encaixando perfeitamente nessa definição", ressalta Pedro. "Quem sabe escrever um programa é capaz de coletar mais informações, investigar uma grande quantidade de dados e treinar um programa para que ele analise as informações, além de criar robôs para automatizar a transmissão disso. Ou seja: a conexão entre programação e jornalismo sempre esteve aí."

Os participantes serão estimulados a criar projetos práticos com os conhecimentos adquiridos no curso, e os melhores trabalhos vão concorrer a dez bolsas para participar de um seminário presencial com os instrutores na sede do Google Brasil, em São Paulo. Poderão concorrer todos aqueles que se qualificarem a um certificado de conclusão (ou seja, completarem as atividades obrigatórias nos quatro módulos). Os selecionados de fora de São Paulo terão os custos de passagem aérea e hospedagem cobertos. Os detalhes do concurso serão anunciados durante o MOOC.

Como em todos os cursos do Centro Knight, os instrutores vão apresentar suas lições em vídeo-aulas, e os participantes também terão acesso a apresentações, leituras, fóruns de discussão e testes semanais. O MOOC é assíncrono, ou seja, não há atividades ao vivo, os estudantes podem participar e completar as atividades práticas ao longo da semana em seu próprio ritmo. Entretanto, haverá prazos semanais para cada módulo.

O curso foi pensado para jornalistas, mas está aberto a qualquer pessoa interessada em iniciar seus conhecimentos de programação em Python. Não há pré-requisitos nem é necessário ter experiência prévia com programação. Os participantes vão precisar apenas de uma conexão de internet estável para acessar os módulos semanais.

O curso é gratuito, mas quem desejar receber um certificado de conclusão deve cumprir os requisitos, solicitar o certificado e pagar uma taxa administrativa de US$30 usando um cartão de crédito internacional. O certificado será emitido somente para os alunos que participarem ativamente do curso e completarem os testes e exercícios propostos. O documento pode ser baixado em formato PDF após o Centro Knight verificar se os requisitos do curso foram atendidos. 

“Este será o quinto curso neste ano oferecido pelo Centro Knight graças ao apoio do Google News Lab”, disse o professor Rosental Alves, fundador e diretor do Centro Knight. “Estamos agradecidos e orgulhosos por essa parceria que tem permitido democratizar o acesso gratuito a treinamento jornalístico de ponta para milhares de pessoas que não teriam outra forma de receber esse tipo de capacitação.”

O Centro Knight para o Jornalismo nas Américas foi criado em 2002 pelo Professor Rosental Alves, titular da Cátedra Knight em Jornalismo na Escola de Jornalismo da Universidade do Texas em Austin, graças a generosas doações da Fundação John S. e James L. Knight. O programa de aprendizagem à distância do Centro Knight começou em 2012 e é o único no mundo a oferecer cursos online abertos e massivos especializados em jornalismo. Em cinco anos, a iniciativa já beneficiou mais de 115 mil pessoas de mais de 170 países.




"Bookmark






Assine aqui a nossa newsletter semanal!

Nome Completo

Email *
Selecione as listas que deseja subscrever
Boletim Semanal (Português)

Boletín Semanal (Español)

Weekly Newsletter (English)
email marketing
by activecampaign

Comentários recentes