Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Jornalista cubano afirma ter sido brutalmente agredido por policiais




Um grupo opositor denunciou que a polícia atacou brutalmente um jornalista independente conhecido por ter feito uma greve de fome de 135 dias, levando à libertação de mais de 50 prisioneiros políticos de Cuba, segundo o Diario de Cuba.

O grupo Frente Antitotalitario Unido ¨Juan Wilfrido Soto García publicó" afirma, em comunicado, que o jornalista Guillermo Fariñas ficou ferido no braço esquerdo após ser golpeado por policiais. A agressão teria ocorrido em frente à casa de uma mulher que faz uma greve de fome em protesto contra as ameaças de estupro sofridas por sua filha. O jornalisyas apresentou uma denúncia à Promotoria Militar no dia 10 de junho, como ele próprio informou em sua conta no Twitter.

Fariñas, um jornalista dissidente que havia sido preso em diversas ocasiões, ganhou em 2010 o Prêmio Sakharov pela Liberdade de Pensamento.




Assine nossa newsletter semanal “Jornalismo nas Américas”

Boletim Semanal (Português)
Boletín Semanal (Español)
Weekly Newsletter (English)
 
Marketing by ActiveCampaign

Facebook