Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

CIDH e CPJ condenam assassinato de jornalista esportivo em Goiás e pedem investigações



A Relatoria Especial para Liberdade de Expressão da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), braço da Organização dos Estados Interamericanos (OEA), condenou na quarta-feira, 11 de julho, o assassinato do comentarista esportivo Valério Luiz de Oliveira, ocorrido em 5 de julho na cidade de Goiânia, informou o portal Terra. O Comitê Para Proteção (CPJ) também rechaçou o crime e pediu investigaçoes, segundo a agência EFE.

O jornalista foi assassinado a tiros ao sair do prédio da rádio Jornal 820 AM, onde trabalhava, em Goiânia. Oliveira era considerado um comentarista polêmico e a polícia suspeita de que o crime tenha sido uma execução, noticiou o portal G1. A polícia de Goiás já iniciou a investigação do crime, mas a CIDH pediu ao governo brasileiro para antecipar "todos os esforços necessários" para identificar os autores do crime, julgá-los e puni-los.

O coordenador sênior do programa do CPJ para as Américas, Carlos Lauría, disse, por sua vez, que "a violência letal contra a imprensa (...) está minando a habilidade dos jornalistas e informar criticamente sobre qualquer questão importante para o público".

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) já havia condenado o assassinato do jornalista em nota pública lançada na sexta-feira, 6 de julho. Oliveira foi o 7º jornalista brasileiro morto em 2012. Por esse número, o Brasil é o 5º país onde mais jornalistas foram assassinados no mundo, segundo levantamento feito pela entidade suíça Press Emblem Campaign (PEC).




Assine nossa newsletter semanal “Jornalismo nas Américas”

Boletim Semanal (Português)
Boletín Semanal (Español)
Weekly Newsletter (English)
 
Marketing by ActiveCampaign

Facebook