Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Mídia precisar atrair a Geração Y para as notícias, diz professora americana




Os jornalistas precisam encontrar maneiras de tornar as notícias atraentes para a Geração Y - nascida entre os anos 1980 e 1990 - ou correm o risco de "viver em um mundo no qual as pessoas não são informadas", disse a profesora Paula Poindexter em um painel do HuffPost Live.

"Temos que repensar o jornalismo", disse Poindexter, autora do livro "Millenials, News and Social Media: Is News Engagement a Thing of the Past?" - "Geração Y, notícias e mídia social: O engajamento em notícias é coisa do passado?" (em tradução livre).

No livro, ela argumenta que essa geração considera as notícias repetitivas, chatas, mentirosas e parciais. A obra também traz 26 recomendações para cobrir e atrair esse público. Entre elas, destacar notícias sobre a própria geração Y e usar as redes sociais para chegar a essas pessoas.

Segundo Poindexter, não é incomum que as generações mais jovens prestem menos atenção nas notícias, em comparação com a generação de seus pais. No entanto, sua pesquisa sugere uma nova característica: "Parace que não vão se interessar pelas notícias mais adiante em suas vidas". Alguns participantes do painel discordaram da professora de jornalismo na Universidade do Texas em Austin.

Joseph Mathewson, professor da Escola Medill de Jornalismo, da Universidade de Northwestern, disse que "os jovens estão mais interessados nas notícias porque elas estão mais acessíveis" do que quando havia apenas os jornais impressos e alguns telejornais.

Jovens que participaram da discussão manifestaron disseram que eles e seus amigos assistem ao programa The Daily Show with Jon Stewart para notícias e informação.

"A pessoas preferem ver isso do que programas da CNN ou da Fox", disse Tim Griffin, um blogueiro conservador.

Chase Rosen, editora de redes sociais do EverydayHealth.com, reconheceu que evitar as notícias é mais fácil do que ler reportagens longas e detalhadas sobre temas como a reforma da saúde ou a guerra no Afeganistão.

O apresentadorr do HuffPost Live, Marc Lamont Hill, destacou que, por apreciar programas de notícias com humor como o Daily Show ou o Colbert Report, essa geração deve ter uma certa compresnssão dos acontecimentos. Como Poindexter, Hill disse que o problema maior é "como é possível ser um bom cidadão se não se mantém atualizado com o que acontece?"

Embora Mathewson nao tenha lido o livro de Poindexter, o considerou "importante", destacando que se essa geração não sente que sua voz é ouvido, tem acesso a uma grande quantidade de meios de comunicação. "Vocês têm mais acesso a mais veículos do que nunca antes".

Poindexter e sua fiilha, Alexandra Wilson, que faz parte dessa geração, criaram uma página no Facebook chamada MillenGENews, com notícias para e sobre a Geração Y.




Assine nossa newsletter semanal “Jornalismo nas Américas”

Boletim Semanal (Português)
Boletín Semanal (Español)
Weekly Newsletter (English)
 
Marketing by ActiveCampaign

Facebook