Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Funcionários do New York Times ameaçam fazer "greve de assinaturas" por conta de disputa trabalhista




Funcionários do jornal The New York Times ameaçam iniciar uma “greve de assinatura” por conta de uma negociação trabalhista, segundo documento interno divulgado no fim de semana.

Com a greve, os textos e as fotografias publicados pelo diário sairiam sem os nomes de seus autores. Grant Glickson, presidente do sindicato dos trabalhadores do New York Times, disse em comunicado que, "nos últimos dias, centenas de funcionários, incluindo muitos de nossos mais reconhecidos jornalistas, firmaram i compromisso de não incluir seus nomes nos textos nem créditos nas fotos ou demais conteúdos".

Não há uma data para a "greve de assinaturas", mas os trabalhadores afirmam saber se precisarão "seguir por este caminho, mas é vital que estejamos preparados".

A direção do diário continua trabalhando em um novo acordo com os funcionários. A negociação já leva 19 meses. A disputa já havia levado os profissionais a saírem às ruas para protestar, no início do mês.

Em email para a Associação Mundial de Jornais e Editores de Notícias (WAN-IFRA), Glickman disse que as "'greves de assinaturas' tem sido uma tática comum no jornalismo há décadas" e "realmente é a mensagem mais forte que os repórteres podem passar à direção de que não estão satisfeitos".

As negociações estão emperradas por divergências em relação a pensões, planos de saúde e salários. O New York Times se negou a comentar sobre a greve.




Assine nossa newsletter semanal “Jornalismo nas Américas”

Boletim Semanal (Português)
Boletín Semanal (Español)
Weekly Newsletter (English)
 
Marketing by ActiveCampaign

Facebook