Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

CPJ exige que autoridades mexicanas investiguem desaparecimento de apresentadora de TV




O Comitê para a Proteção dos Jornalistas (CPJ) exigiu que as autoridades mexicanas investiguem de forma exaustiva o paradeiro de uma jornalista de TV desaparecida há mais de duas semanas.

A jornalista Adela Jazmín Alcaraz López, apresentadora de um canal de TV a cabo no estado de San Luis Potosí, foi vista pela última vez em 26 de outubro. Segundo repórteres locais, os dois filhos da profissional teria sido raptados junto com ela, mas libertados depois, segundo o diário Vanguardia.

A Promotoria para a Atenção aos Delitos contra a Liberdade de Expressão informou que agentes federais investigam o crime, mas não se sabe se o desaparecimento da jornalista está relacionado a sua atuação profissional, acrescentou a Notimex.

O caso de Alcaraz fez aumentar a lista de 17 jornalistas desaparecidos no México, considerado o país mais perigoso das Américas para a imprensa.



No comments

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.


Assine o boletim semanal

Receba nosso boletim semanal sobre jornalismo nas Américas.

Escolha seu idioma:

English
Español
Português

Por favor, digite seu e-mail:

Facebook

Comentários recentes