Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Nova doação dá continuidade ao financiamento das Bolsas Internacionais Knight, incluindo projetos na América Latina



O Centro Internacional para Jornalistas (ICFJ, na sigla em inglês) recebeu uma nova doação de 3,15 milhões de dólares da Fundação John S. e James L. Knight para continuar o financiamento de seu programa de Bolsas de Jornalismo Internacional Knight , informou a organização.

O programa busca promover inovações em jornalismo no mundo todo. Os Bolsistas Internacionais Knight fazem parcerias com redações e ajudam-nas a adotar novas tecnologias para cativar suas audiências ou apresentar informações de formas inventivas. Projetos passados focaram em áreas como aplicativos para celulares, coleta de dados e mídias sociais.

A nova doação ajudará o financiamento do programa, que atualmente está em busca de novos bolsistas e projetos, disse a diretora das Bolsas Internacionais de Jornalismo Knight, Elisa Tinsley. Clique aqui para saber mais informações.

O programa, que tem duração de um ano, atualmente tem cerca de 20 bolsistas, incluindo três na América Latina: Sandra Crucianelli, que está reunindo uma equipe de jornalistas investigativos na Argentina para rastrear dinheiro púlico, poluição e o dinheiro de impostos; Jorge Luis Sierra, que criou um mapa digital para apresentar crimes e corrupção no Panamá; e Gustavo Faleiros, que fez um agregador de notícias e de dados sobre meio ambiente para os nove países da Floresta Amazônica.

Abaixo, leia comentários dos três bolsistas sobre seus projetos e sobre o programa de bolsas.

Jorge Luis Sierra

Nos meus quase três anos como Bolsista Internacional de Jornalismo Knight, criei um sistema de comunicação entre jornalistas profissionais e cidadãos para reportar incidentes de crime e corrupção por meio de um mapa digital chamado Mi Panamá Transparente ("Meu Panamá transparente"). Jornalistas que foram treinados nesse progrma produzem reportagens investigativas baseadas em relatórios de cidadãos.

Várias das matérias publicadas tiveram grande impacto. Algumas ajudaram a diminuir o controle de gangues sobre as ruas, a desmontar um esquema de corrupção entre oficiais de imigração que cobravam dos estrangeitos que queriam atravessar a fronteira entre Costa Rica e Panamá, e até ajudaram a acabar com grupos de tráfico de drogas que estavam usando rotas de aviões abandonadas. Nosso mapa de crime e corrupção é o único no mundo que usa técnicas de fontes colaborativas e junta cidadãos, jornalistas, mídia de massa e organizações civis para combater corrupção e a falta de segurança pública.

O programa de Bolsas Internacionais de Jornalismo Knight permite que jornalistas experientes desenvolvam esses tipos de projetos e produzam um impacto visível que beneficia a democracia, a transparência e os direitos humanos nesses países. Acho que qualquer jornalista com a experiência e desejo de desenvolver projetos que vão longe, usar novas tecnologias e se aventurar nas novas fronteiras do jornalismo encontrará uma ótima oportunidade de desenvolver esses projetos como Bolsista Knight.

Sandra Crucianelli

Como Bolsista Interncaional de Jornalismo Knight na Argentina, estou criando a primeira equipe de jornalistas investigativos que podem rastrear dinheiro público, poluição, orçamentos e dinheiro de impostos reservados para os péssimos programas serviços públicos do país. Estou fazendo isso no jornal La Nación, onde minha missão é criar uma Equipe de Dados; e integrá-la à redação. O Data Channel que lançamos é o primeiro do tipo na América Latina. Agora, os conteúdos de dados são mais visíveis na primeira página do jornal. Estou muito feliz por isso.

Outro objetivo é introduzir a prática do jornalismo de dados na Argentina. Não há muito conhecimento sobre o assunto, embora, por meio do Fórum de Jornalismo Argentino (Fopea), eu também ofereça oficinas em províncias e encoraje a participação dos jornalistas em atividades desenvolvidas por programadores, como aquelas organizadas pelo grupo Hacks/Hackers em Buenos Aires. Acho que a experiência será reproduzida em outras mídias digitais do mundo hispânico.

Qualquer pessoa com ideias que podem melhorar a qualidade do jornalismo deve se candidatar. É o mesmo jornalismo investigativo de sempre, mas com novas ferramentas e a incorporação de profissionais de outras disciplinas que nunca haviam sido integradas às redações, como analistas de dados, produtores de dados, experts em mídia social e desenvolvedores para poder criar novos aplicativos com impacto na sociedade. O jornalismo está vivendo um momento muito especial, e testemunhar essa evolução parece não ter fim, e é muito excitante.

Gustavo Faleiros

Meu projeto, no geral, tem o objetivo de usar o jornalismo de dados como um meio de inovar a reportagem. Estou trabalhando em dois projetos específicos que têm esse conceito geral. Um chama-se InfoAmazonia e agrega dados e notícias sobre meio ambiente de nove países que fazem parte da floresta Amazônica. O site foi lançado durante a Rio+20 e foi feito em parceria com O Eco, uma agência de notícias ambientais no Brasil. O segundo projeto chama-se FolhaSPDados, e é feito em parceria com a Folha de S.Paulo, o jornal de maior circulação no Brasil. A ideia é criar um concentrador de dados parecido com aqueles que emos no The Guardian, no The Los Angeles Times e em outros veículos pelo mundo.

O jornalismo de dados, para mim, é o futuro do próprio jornalismo. Sei que não o chamaremos mais de jornalismo de dados em 10, 20 anos porque será um pleonasmo. Escolhi trabalhar com esse assunto porque realmente acredito que é o meio de melhorar a qualidade da informação e de fazer coisas muito legais em jornalismo. E, no Brasil, nós estamos apenas começando.

Todos que forem empreendedores criativos e sonharem em implementar um projeto no jornalismo devem se candidatar à bolsa.



No comments

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.


Assine o boletim semanal

Receba nosso boletim semanal sobre jornalismo nas Américas.

Escolha seu idioma:

English
Español
Português

Por favor, digite seu e-mail:

Facebook

Comentários recentes