Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Organização de notícias busca financiamento coletivo para fundo voltado ao jornalismo de interesse público




Daniel Ellsberg e John Perry Barlow, membros do conselho da recém-criada Fundação Liberdade de Imprensa, observaram em um editorial para o The Huffington Post que o Departamento de Justiça do presidente Barack Obama processou mais informantes sob a Lei de Espionagem do que todos os governos anteriores juntos. Em um mundo onde a informação pode ser compartilhada tão prontamente e os governos estão agindo rapidamente para processar vazamentos, a Fundação Liberdade de Imprensa está buscando uma nova abordagem para financiar o jornalismo de interesse público.

Fundada por Trevor Timm e John Perry Barlow, da Fundação Electronic Frontier , a organização é dedicada a "ajudar a promover e financiar jornalismo agressivo e de interesse público"; por meio de financiamento coletivo para dar início e estabelecer organizações de mídia voltadas para revelar os próximos Papéis do Pentágono ou outras iniciativas do Wikileaks, segundo um comunicado de imprensa do grupo. A organização começou a aceitar doações na segunda-feira, 17 de dezembro.

O"bloqueio" financeiro sofrido pelo WikiLeaks suffered após publicar os cabos do Departamento de Estado dos EUA em 2010 levou Timm e Barlow a criar a organização, segundo uma coletiva de imprensa, noticiou o GigaOM.

Em dezembro de 2010, PayPal, MasterCard e Visa pararam de aceitar pagamentos para o WikiLeaks, supostamente pressionados pelo governo estadunidense. GigaOM citou um comunicado de imprensa do WikiLeaks afirmando que o embargo impediu 95% do levantamento de fundos do grupo, levando suas reservas a abaixo de $1.000 dólares em dezembro deste ano.

"Transações financeiras são discurso. O embargo financeiro foi censura, não apenas do WikiLeaks, mas de todos nós que queríamos doar ao WikiLeaks", disse Barlow em um comunicado de imprensa da Fundação.

A experiência do WikiLeaks é apenas uma das tumultuosas tendências do jornalismo independente de interesse público. Jim Stearns, membro do conselho, escreveu em seu blog que a abordagem "soma zero" prejudica grupos pequenos que são suscetíveis a pressões do governo e de empresas. A Fundação Freedom of the Press, ao contrário, foca na criação de abordagens mais colaborativas de financiamento, encorajando parcerias e evitando "gatekeeprs" corporativos.

"Acreditamos que o WikiLeaks precisa não apenas sobreviver, mas juntar-se a outros parecidos", escreveu Daniel Ellsberg, membro do conselho da organização e informante dos Papéis do Pentágono, e Barlow no Huffington Post.

E eles já começaram a recolher os restos da Fundação. Além do site do informante, doadores também podem ajudar o MuckRock News, o Arquivo de Segurança Nacional e o UpTake. Leia mais sobre essas organizações aqui.

Veja os critérios de seleção da Fundação Freedom of the Press aqui

Quem quiser ajudar pode doar qualquer quantia de dinheiro e então escolher como sua contribuição será distribuída entre os quatro grupos. As Fundações também aceitam doações e mantêm 8% das contribuições para custos operacionais. O período de financiamento inicial fica aberto até 31 de janeiro.

Dan Gilmor, do Guardian, perguntou em seu blog se a Fundação Freedom of the Press seria inserida na lista negra, como o WikiLeaks. Afinal, o grupo depende de pagamentos de empresas como Visa, MasterCard, e PayPal, bem como Discover, American Express e Google Checkout. Um post de blog recente do grupo afirmou que eles estavam discutindo se deveriam aceitar pagamentos da Bitcoin, uma moeda alternativa que oferece anonimato online parecido com transações com dinheiro vivo offline.

Mas parece que, por enquanto, o interesse público é forte e as empresas de crédito ficaram quietas sobre quaisquer preocupações em relação a quem recebe as doações. Até o momento da publicação desta matéria, a organização recebeu $ 94.000 dólares de 1090 doadores desde segunda-feira.



No comments

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.


Assine o boletim semanal

Receba nosso boletim semanal sobre jornalismo nas Américas.

Escolha seu idioma:

English
Español
Português

Por favor, digite seu e-mail:

Facebook

Comentários recentes