Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

ONG equatoriana que defende a liberdade de expressão tem sua conta no Twitter suspensa sem aviso nem justificativa




A Fundação Andina para a Observação Social e Estudo da Mídia, Fundamedios, denunciou que o Twitter suspendeu por seis dias sua conta, "sem prévio aviso e sem nenhuma explicação". Embora a conta tenha sido posteriormente reativada, a organização considerou o ocorrido preocupante, pela "arbitrariedade da atuação do Twitter".

Na noite de 20 de fevereiro, a conta oficial da Fundamedios foi repentinamente suspensa. A decisão do Twitter foi comunicada à organização por e-mail, no qual foram repassadas informações sobre suspensão de contas, mas sem informar o motivo exato em questão.

Para o diretor da Fundamedios, César Ricaurte, a organização não foi contra as regras do Twitter, que prevê suspensão de conta, entre outras casos, para comportamento abusivo ou falta de identificação, explicou a EFE. Ricaurte acrescentou que a conta é usada como canal de informação sobre ameaças e ataques às liberdades de expressão e de imprensa, ainda de acordo com a EFE.

Esse tipo de atitude representa um "um enorme risco à livre expressão de milhões e milhões de usuários", argumentou a Fundamedios.

Ricaurte disse que um advogado foi contratado nos Estados Unidos para pedir explicações ao Twitter, informou o El Universo.

Minutos depois do fim da coletiva de imprensa na qual a organização denunciou a suspensão, a Fundamedios usou o próprio Twitter para comunicar que a conta havia sido estabelecida, de acordo com o La Hora.

Em entrevista à Radio Centro, Ricaurte disse preferir pensar que se trata de um erro do Twitter, segundo o El Comercio.




Assine nossa newsletter semanal “Jornalismo nas Américas”

Boletim Semanal (Português)
Boletín Semanal (Español)
Weekly Newsletter (English)
 
Marketing by ActiveCampaign

Facebook