Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Conteúdo gerado pelo usuário ganha importância na produção de notícias hiperlocais




A photo of St. Peter's Square in Rome, Italy. Source: NBC News Instagram

A mídia social tornou o conteúdo gerado pelo usuário mais importante do que nunca para a obtenção de notícias, mas a prática está se tornando cada vez mais integrada ao modelo de negócio das organizações de notícias, especialmente em âmbito local, em que a contração da indústria e a curadoria de conteúdo fazem a reportagem tradicional perder espaço.

Na quarta-feira, 8 de maio, um artigo do site StreetFight argumentou que o "jornalismo local em rede" é a chave para manter a informação hiperlocal em um momento de contração prolongada na indústria de notícias. O site comparou o modelo a um "quadro de avisos da comunidade"  no qual os repórteres assumem o papel de curadores e agregadores do conteúdo postado por seus membros.

Indiscutivelmente, isso já é o que está acontecendo na grande mídia também, onde Twitter, Facebook e Reddit se tornaram os espaços pra buscar fontes de notícias de última hora, a exemplo dos atentados na Maratona de Boston e dos tiroteios em Newtown, Connecticut. O aumento da importância da "multidão" na obtenção de notícias foi reconhecido em uma recente atualização nas diretrizes para mídias sociais da Associated Press, que alertou os jornalistas sobre espalhar boatos de redes sociais não confirmados, entre outras coisas.

O artigo do StreetFight reconheceu que "a integridade jornalística" pode ser enfraquecida por um modelo mais aberto, em rede, mas rebateu afirmando que os erros de colaboradores locais causariam menos danos do que os da CNN ou The Associated Press, e, finalmente, que os colaboradores locais são preocupados com sua comunidade e em manter sua reputação.

O gerente de parcerias de conteúdo no Arizona Republic, John Triplett, disse: "Nós acreditamos que as contribuições da comunidade de nossos blogueiros locais é a maneira mais eficiente de fazer notícias locais relevantes", segundo o artigo.

A mesma idéia floresceu no Chile, onde a rede de correspondentes cidadãos "Mi Voz" se tornou a marca de mídia regional de maior alcance no país, com 16 jornais. "Mi Voz" vai além fornecendo treinamento básico para seus repórteres e equipe editorial revisarem o conteúdo cidadão enviado para evitar plágio e violação de direitos autorais.

Veja este vídeo com uma entrevista feita pelo Centro Knight para o Jornalismo nas Américas com a fundadora do "Mi Voz", Paula Rojo (em espanhol).

O conteúdo gerado pelo usuário também revolucionou a cobertura jornalística em países como o México, onde cidadãos comuns usam as mídias sociais para informar sobre crimes violentos. Um estudo da Microsoft Research chamou os usuários do Twitter de "correspondentes de guerra" por seu papel ao preencher a lacuna noticiosa criada pelo crime organizado e pela pressão do governo sobre os meios de comunicação tradicionais no país.

Em uma notinha, o blog de cultura pop que se tornou organização de notícias BuzzFeed anunciou nesta quarta o Community, uma plataforma que permite que colaboradores aprovados postem seu próprio conteudo no blog. BuzzFeed enquadrou seu anúncio como uma nova adição, apesar de ter menosprezado o conteúdo "crowdsourced" (feito pela multidão) do Reddit por anos. O que é novo é a possibilidade dos usuários postarem seus conteúdos sem ter de passar por um editor ou outro membro da equipe do BuzzFeed. O que ainda não se sabe é se as publicações do blog irão além de gifs de gatos e ousarão se aventurar na reportagem jornalística.



No comments

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.






Assine aqui a nossa newsletter semanal!

Nome Completo

Email *
Selecione as listas que deseja subscrever
Boletim Semanal (Português)

Boletín Semanal (Español)

Weekly Newsletter (English)
email marketing
by activecampaign

Facebook

Comentários recentes