Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Jornalistas são agredidos e detidos pela Polícia Militar durante protesto no Rio de Janeiro



Fotógrafo Yasuyoshi Chiaba (Foto: AFP).

Um fotógrafo da Agência France-Presse foi ferido na cabeça por um policial militar na noite desta segunda-feira, 22 de julho, durante um protesto nos arredores do Palácio Guanabara, onde o Papa Francisco foi recebido pela presidente Dilma Rousseff e o governador Sérgio Cabral, segundo informações da própria Agência.

O japonês Yasuyoshi Chiba, 42 anos, foi golpeado com um cassetete quando fotografava o confronto entre policiais de choque e manifestantes. "Vi um manifestante cair no chão. Os policiais o agarraram e o levaram. Fotografava a cena quando fui bruscamente empurrado por outros policiais. Então levantei os braços com minha câmera para mostrar que era fotógrafo e que tinha intenções pacíficas, mas um policial de uniforme e escudo me acertou a cabeça com o cassetete", contou no site da AFP.

Repórteres de mídia independente detidos

Dois jornalistas do coletivo de mídia independente Ninja (Narrativas Independentes, Jornalismo e Ação) que transmitiam os protestos por celular foram detidos. Em seu Twitter, a Polícia Militar afirmou que a detenção de um deles foi por "incitação à violência". O outro foi abordado e "detido para averiguação" quando tentava apurar o que havia acontecido com seu colega, de acordo com a Agência Estado.

 

A detenção foi transmitida ao vivo (assista à gravação abaixo). O telefone usado na transmissão foi apreendido.  Após pouco mais de uma hora, os dois jornalistas foram soltos.

Desde o início das manifestações que começaram contra o aumento das passagens de ônibus em junho, vários profissionais da imprensa têm sido alvos de agressões e prisões arbitrárias durante o trabalho de cobertura dos atos.




Assine nossa newsletter semanal “Jornalismo nas Américas”

Boletim Semanal (Português)
Boletín Semanal (Español)
Weekly Newsletter (English)
 
Marketing by ActiveCampaign

Facebook