Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Bradley Manning é absolvido da acusação de ajudar o inimigo, mas ainda pode pegar 130 anos de prisão




Bradley Manning, o soldado americano e ex-analista do exército que vazou mais de 750 mil documentos confidenciais ao WikiLeaks em 2010, foi declarado inocente nesta terça-feira, 30 de julho, da polêmica acusação de ajudar o inimigo.

Contudo, Manning foi declarado culpado de 20 outras acusações que incluem espionagem e roubo de propriedade governamental, o que pode levar a uma sentença máxima de 130 anos de prisão. Para alguns analistas, a sentença estabelece um perigoso precedente para o jornalismo investigativo.

Bradley Manning. Foto: Wiki Commons

Depois de ler o veredito, a juíza do caso, a coronel do exército Denise Lind, disse que daria mais detalhes sobre sua decisão nos dias seguintes. A audiência para determinar a sentença final de Manning começará nesta quarta.

Manning, de 25 anos, se encontra sob custódia militar desde sua prisão em maio de 2011. Foi declarado culpado de 12 acusações menores relacionadas ao vazamento.

A decisão conclui um julgamento de oito semanas no qual os promotores do caso caracterizaram Manning como um soldado rebelde que traiu seu juramento de lealdade e deixou o país em uma posição vulnerável diante de possíveis ataques terroristas.

"Não era um humanista, era um hacker. Não era um informante, era um traidor", disse o comandante Ashden Fein, o principal fiscal responsável pelo caso contra Manning.

Os milhares de documentos que Manning enviou ao WikiLeaks incluem comunicações diplomáticas provenientes de embaixadas americanas com seus diagnósticos e opiniões sobre vários incidentes políticos que se desenvolveram por todo o mundo. Os documentos também incluem relatórios de campo das guerras no Iraque e no Afeganistão e informação de pessoas detidas na base militar de Guantánamo, em Cuba.

Um dos materiais mais importantes do vazamento foi um vídeo em preto e branco de 2007 que mostra um helicóptero do exército americano disparando e matando um grupo de homens iraquianos que inicialmente aparentavam ser militantes armados. Entre as 12 pessoas assassinadas estava um fotógrafo da agência Reuters.

O advogado de Manning, David Coombs, disse em suas alegações finais que seu cliente era um "jovem preocupado com a vida humana... que queria informar o público americano".

Os meios de comunicação e analistas agora debatem o significado que o veredito de Manning terá para outros informantes e seu papel para a mídia.

O Washington Post assegurou que a decisão afetará a maneira como o governo dos Estados Unidos usa suas leis, como a lei de espionagem, para ir atrás de outras pessoas que revelem informação sensível, como Edward Snowden. O Chicago Tribune escreveu que a decisão poderia afastar outros informantes que poderiam, no futuro, cooperar com sites como Wikileaks.

Contudo, Repórteres Sem Fronteiras considerou a decisão "perigosa" e a descreveu como um "alerta para todos os informantes, contra os quais a administração de Obama lançou uma ofensiva sem precedentes que ignorou o benefício público das revelações. Também ameaça o futuro do jornalismo investigativo, que corre o risco de ver suas fontes se esgotarem."



1 comentar

 
antonio cristovao wrote 4 anos 18 semanas ago

Um crime contra Manning

Só se pode classificar a sentença como um crime contra a verdade!! Como não julgam o que é importante = se alguma informação era mentira , se atrevem passando por cima de crimes nítidos como o ataque ignóbil do eli contra civis vir julgar um homem que com toda a justiça se revolta contra crimes de hipocritas criminosos que usam a força para justificar as barbaridades e injustiças. deixar os crimes sem julgamenteo e condenar Manning por ter denunciado esses ,mesmos crimes é duma falsidade e hipocrisia nojenta!!

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.






Assine aqui a nossa newsletter semanal!

Nome Completo

Email *
Selecione as listas que deseja subscrever
Boletim Semanal (Português)

Boletín Semanal (Español)

Weekly Newsletter (English)
email marketing
by activecampaign

Facebook

Comentários recentes