Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Dois jornais mexicanos criam canais de notícias a cabo para competir com duopólio de televisão no país




Dois jornais impressos no México criaram seus próprios canais de televisão a cabo para competir com a limitada oferta de informação do duopólio da televisão aberta no país. A partir de 2 de setembro, Excélsior inciará a transmissão de um canal de notícias 24 horas usando a marca e os jornalistas do jornal nacional mais antigo do México. 

O novo canal competirá com a Milenio Televisión, canal a cabo que também transmite 24 horas diárias de notícias desde 2008 e que surgiu a partir de um jornal homônimo. No México, a emissora Televisa concentra 70% do mercado publicitário de televisão e também tem 60% do mercado de televisão paga por meio de seus provedores a cabo Cablevisión, TVI, Cablemás e Sky, segundo o site CNN Expansión.

Atualmente, apenas 27,4% dos telespectadores no México assistem à televisão paga, mas o acesso a esse serviço está crescendo rapidamente graças à entrada de novos provedores de serviços a cabo que oferecem tarifas mais acessíveis, segundo o jornal El Economista. Em maio, o Congresso mexicano aprovou uma reforma de telecomunicações que busca aumentar a competência no setor ao licitar novos canais de televisão aberta.

Tanto os jornais Milenio como Excélsior pertencem a extensos conglomerados de veículos de comunicação no México, dos quais muitas vezes seus editores e repórteres participam em programas de rádio e televisão das empresas afiliadsa. A Milenio faz parte do Grupo Multimedios, uma empresa de Monterrey que possui 37 emissoras de rádio, 13 canais locais de televisão, 18 jornais locais, uma cadeia de cinemas e um selo editorial. Enquanto isso, Excélsior foi adquirido em 2006 pelo Grupo Imagen, que inclui várias estações de rádio e o canal a cabo CadenaTres.

Desde antes, muitos de seus repórteres já tinham habilidades multimídia por participarem como convidados em programas de rádio da estação Imagen e do canal de TV CadenaTres, na Cidade do México. Agora, a Excélsior TV incluirá notícias especializadas em temas da política nacional, internacional, local, espoertes e espetáculos, bem como notícias de última hora. "Todas as seções do jornal vão se desdobrar em um canal de televisão", explica Pascal Beltrán del Río, diretor editorial da Excélsior e que será o apresentador do noticiário principal do novo canal.

Para o novo canal de TV, a empresa construiu um estúdio de televisão no edifício do Excelcior, mais bem conhecido como A esquina da informação. "Capacitamos jornalistas de veículos impressos para fazer televisão em vez de contratar leitores de notícias", agrega Beltrán del Río em uma entrevista por telefone ao Centro Knight para o Jornalismo nas Américas.

Os vídeos postados no site da Excélsior também foram um primeiro passo para construir uma plataforma multimídia com o objetivo de alcançar diversos públicos. "Os usuários que veem vídeos na internet são mais jovens, e o canal a cabo terá um público mias interessado na informação e de maior idade", assegura Beltrán del Río.

Os noticiários televisivos a cabo buscam diversificar as opções informativas no México enquanto os empresários dos veículos se esperam a licitação de dois novos canais de televisão aberta nacional como foi determinado na reforma das telecomunicações, aprovada em maio.

“A sociedade mexicana está cada vez mais ávida por informação política, por isso questiona e compara mais as notícias entre si. Não vamos competir (com o novo canal), mas aumentar o leque de opções para se informar", disse Beltrán.

Assista, abaixo, ao vídeo delançamento da Excélsior TV.

 



No comments

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.






Assine aqui a nossa newsletter semanal!

Nome Completo

Email *
Selecione as listas que deseja subscrever
Boletim Semanal (Português)

Boletín Semanal (Español)

Weekly Newsletter (English)
email marketing
by activecampaign

Facebook

Comentários recentes