Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Novo livro critica a relação entre política e mídia em Washington




Conversando com a NPR (Rádio Pública Nacional dos EUA), o principal correspondente nacional da New York Times Magazine em Washington, Mark Leibovich, descreve a cena de junho de 2008 no funeral do apresentador do programa Meet the Press, Tim Russert:

“Eu me lembro de estar lá e ficar impressionado pelo fato de uma cerimônia de luto por um jornalista querido ter se tornado uma oportunidade de networking”, disse Leibovich. Ao invés de lamentar a morte da um jornalista célebre, as pessoas estavam trocando cartões, estavam tentando conseguir convites para vários shows."

Este é um dos vários exemplos que Leibovich usa em seu novo livro para mostrar a futilidade e a decadência que ele argumenta ter tomado conta do cenário político e da mídia em Washington. O livro, intitulado "This Town: Two Parties and a Funeral — plus plenty of valet parking! — In America's Gilded Capital", descreve as lignações às vezes incestuosas entre a política, o lobby e os meios de comunicação da capital dos EUA.

O livro examina "a mesquinhez, inutilidade e riqueza obscena de operadores bem conectados - e dos meios de comunicação que informam sobre eles", de acordo com o Boston Globe. Com esta obra, Leibovich disse à NPR que espera apresentar um perfil de uma cidade que ele acha que é amplamente mal compreendida.

"Eu acho que as pessoas não têm uma noção completa do total carnaval que Washington se tornou", disse Leibovich. "A maneira pela qual a cidade foi completamente revolucionada pelo dinheiro, pelos novos meios de comunicação, pela loucura das celebridades meio que engoliu o resto da cultura."

Na verdade, Leibovich critica muitos meios de comunicação mais novos da capital por sua lealdade tácita a certas partidos e às elites que os cercam. Em particular, Leibovich destaca o site de notícias Politico, que por sua vez não deixou barato. Desde abril, Politico publicou 17 artigos destruindo o livro, tornando-se o maior crítico da obra, Mother Jones relatou.

Leibovich também vai contra o Jantar da Associação Correspondentes da Casa Branca e o descreve como um exemplo perfeito da bolha que Washington se tornou para políticos, jornalistas e insiders.

"As pessoas estão completamente cientes de quão perverso e grotesco isto é, e eles são absolutamente incapazes de parar", disse ao Daily Show com Jon Stewart, acrescentando que o jantar dos correspondente não é um caso isolado. Ao invés de informar sobre os principais eventos que ocorrem durante o jantar, os meios de comunicação se concentram em tirar fotos com celebridades e outros membros da elite americana.

"É apenas um exemplo da cultura elitista de Washington", observou Leibovich, chamando o jantar de uma "grotesca auto-paródia narcisista".

Assista à entrevista do Daily Show com Leibovich aqui.



No comments

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.






Assine aqui a nossa newsletter semanal!

Nome Completo

Email *
Selecione as listas que deseja subscrever
Boletim Semanal (Português)

Boletín Semanal (Español)

Weekly Newsletter (English)
email marketing
by activecampaign

Facebook

Comentários recentes