Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Jornalistas encontram em arquivos a oportunidade para entender os conflitos na América Central




Fotos e imágenes de la colección del Instituto para Estudios Latinoamericanos Teresa Lozano Long de materiales centroamericanos de la década de los ochentas. Imagen via la cuenta de Google Plus de LLILAS Benson.

Por Alex Wilkins*

Um grupo de jornalistas se reuniu em 21 de fevereiro na Conferência Lozano Long 2014 na Universidade do Texas em Austin (UT) para refletir sobre sua cobertura das revoluções centro-americanas dos anos setenta a noventa. A discussão destacou testemunhos dos jornalistas e marcou a importência de um novo esforço dos Estudos e Coleções Latinoamericanos LLILAS Benson para criar a maior coleção de arquivos dedicados às guerras que sacudiram Nicarágua, Guatemala e El Salvador.

A discussão foi moderada pelo fundador e diretor do Centro Knight para o Jornalismo nas Americas, Rosental Alves, e contou com seis oradores que viveram e cobriram as guerras, incluindo Robert Rivard, diretor do Rivard Report; Jean-Marie Simon, membro da Comissão de Direitos Humanos da Guatemala; Mercedes de Uriarte, professora de jornalismo na Universidade do Texas: John Burnett, correspondente para a Rádio Pública Nacional (NPR) nos Estados Unidos; Donna DeCesare, professora de jornalismo na Universidade do Texas e Joseph B. Frazier, ex-correspondente da Associated Press.

“Tinha que ser jovem e um pouco estúpido para fazê-lo”, disse Rivard quando falou da cobertura das guerras. Após sua experiência na América Central, continuou cobrindo as lutas civis que seguiram as revoluções e também trabalhou para obter justiça para um jornalista assassinado no México através de seu livro “Trail of Feathers”.

Um tema recorrente na discussão foi a diferença entre como os conflitos eram apresentados nos Estados Unidos e como se vivia a realidade na América Central.

“Ninguém tinha interesse na história depois da guerra. Meu editor queria que eu fosse à Bósnia”, disse DeCesare, que continia cobrindo as mudanças na violência na América Central. DeCesare disse em seu recente livro “Unsettled” que vê uma conexão bastante grande entre a violência das guerras e o recente aumento da violência por parte das quadrilhas da região.

Excluindo a Biblioteca do Congreso, LLILAS Benson agora tem a maior coleção latinoamericana do país, incluindo o Arquivo Digital do Arquivo Histórico da Polícia Nacional da Guatemala, que foi adquirido recentemente.

Agora estes arquivos ajudam a preencher vários buracos informativos que ficaram da época.

“O jornalismo diário que produzimos é uma versão bastante incompleta da história. Fizemos o melhor que pudemos, mas estou feliz que esforços como este finalmente tentam corrigi-lo”, afirmou Burnett. 

*Alex Wilkins é estudante da turma "Jornalismo na América Latina" na Universidade do Texas.



No comments

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.






Assine aqui a nossa newsletter semanal!

Nome Completo

Email *
Selecione as listas que deseja subscrever
Boletim Semanal (Português)

Boletín Semanal (Español)

Weekly Newsletter (English)
email marketing
by activecampaign

Facebook

Comentários recentes