Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Presidente da Venezuela inaugura programa de rádio “Em contato com Maduro”




Presidente Nicolás Maduro en el lanzamiento de su programa radial el 11 de marzo del 2014. Fuente: Conta de Twitter de Maduro.

O presidente venezuelano Nicolás Maduro inaugurou na terça-feira, 11 de março, o programa semanal de rádio “Em contato com Maduro”, de acordo com o jornal digital Infobae. Com seu novo programa, Maduro imita o ex-mandatario Hugo Chávez, cujo programa “Alô Presidente” transmitia suas políticas e atividades a cada domingo.

O programa será transmitido do Palácio de Miraflores todas as terças às sete da tarde do horário local, “ou quando seja necessário”, disse Maduro, e simultaneamente pela televisão. O programa ainda será acessível por meio de suas páginas de Facebook e Twitter.

“Estamos começando um ciclo de comunicação com nosso povo a outro nível combinando todas as formas de comunicação”, disse o presidente em sua primeira transmissão.

Maduro convidou os jornalistas Desiré Santos Amaral e Roberto Malaver e criticou a imprensa opositora do país por mentir sobre a realidade da Venezuela. 

O presidente ainda acusou a oposição de direita de distorcer os fatos sobre o Cartão de Abastecimento Seguro, ou “cartão eletrônica”, que foi anunciado em 8 de março e racionará produtos escassos

Maduro também leu mensagens que chegavam pelo Twitter, principalmente as que mostravam apoio a ele e criticavam tanto a oposição quanto as marchas que vêm ocorrendo na Venezuela há um mês.

Quando alguns jornalistas presentes perguntaram por que o programa era necessário, já que quase todos os dias ele falava na televisão, o presidente respondeu que era pelo “caráter interativo” do programa e porque este era acessível a qualquer um, inclusive fora da Venezuela.

Ademais esclareceu que não permitiria que as “marchas de direita” de Chacao entrassem em Caracas, acusando o prefeito Ramón Muchacho de ser responsável pelos protestos.

O programa é parecido em estilo ao “Alô Presidente” de Hugo Chávez, que era transmitido a cada domingo desde 1999 e foi interrompido em 29 de janeiro de 2012, poucas semanas antes de Chávez operar um câncer.

De acordo com a AP, Chávez também utilizava o programa “para cantar, relatar anedotas familiares, contar piadas, dar direções a seus partidários e atacar seus opositores”. O programa de Chávez também foi criticado como desnecessário já que o presidente mantinha uma presença ativa na rádio e na televisão quase diariamente.

Antes deste programa, Maduro lançou um programa semanal chamado “Diálogo Bolivariano” após a morte de Chávez em 5 de março de 2013, mas o foi abandonando gradualmente, segundo a Agência France Press.



No comments

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.






Assine aqui a nossa newsletter semanal!

Nome Completo

Email *
Selecione as listas que deseja subscrever
Boletim Semanal (Português)

Boletín Semanal (Español)

Weekly Newsletter (English)
email marketing
by activecampaign

Facebook

Comentários recentes