Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

2013 foi um dos anos mais violentos para jornalistas mexicanos já registrados, informa novo relatório




Artigo 19 organiza uma marcha em silêncio na terça, 18 de março, na Cidade do México, para protestar contra a violência contra jornalistas no país. Photo: Jen Robinson via Twitter.

Por Andrew Messamore*

O primeiro ano do presidente Enrique Peña Nieto foi o mais violento para jornalistas mexicanos desde 2007, de acordo com o relatório anual da organização para liberdade de impressão Artigo 19, publicado na última terça-feira, 18 de março.

O relatório registrou 330 agressões violentas contra a imprensa em 2013, um aumento de 59% em relação a 2012. A maioria dos incidentes foram provocados por funcionários públicos, o que contribuiu para tornar 2013 o ano mais violento para jornalistas desde que o presidente Felipe Calderón declarou guerra ao narcotráfico em 2006.

A apresentação do relatório ocorreu após uma manifestação de integrantes do Artigo 19 contra o silenciamento da liberdade de imprensa.

Do total de incidentes registrados pela organização, 146 foram causados por funcionários públicos, 49 por organizações sociais, 39 pelo crime organizado, 30 por indivíduos, e dez por partidos políticos. O relatório também afirma que 10% dos ataques ocorreram contra as instalações dos jornais e 85% foram dirigidos aos próprios jornalistas.

O relatório também destacou a ameaça aos jornalistas nos estados de Veracruz, Cidade do México, e em três estados na região norte do país -- Chihuahua, Coahuila e Tamaulipas. Somente em Veracruz dez jornalistas foram assassinados desde 2011, mais recentemente Gregorio Jimenez, repórter do Notisur e El Liberal del Sur.

A violência também aumentou para os jornalistas que cobrem os protestos na Cidade do México. A Artigo 19 documentou 34 ataques a jornalistas na capital em 2013, o maior número desde 2007, segundo o jornal El País.

O relatório foi publicado apenas dois dias depois que suspeitos não identificados assaltaram a casa do diretor regional da Artigo 19, Darío Ramirez, que contou ao site de notícias Animal Político que os assaltantes foram "muito específicos," roubando documentos, computadores e objetos de valor.

Embora não se saiba se o roubo está diretamente ligado ao trabalho de Ramirez, a Artigo 19 publicou um alerta online afirmando que o incidente é "extremamente preocupante" tendo em vista as agressões enfrentadas por jornalistas mexicanos. Este foi o segundo ato de agressão em uma semana contra um profissional vinculado a uma organização internacional em defesa da liberdade de imprensa no México.

Clique aqui para ler o relatório completo.



No comments

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.






Assine aqui a nossa newsletter semanal!

Nome Completo

Email *
Selecione as listas que deseja subscrever
Boletim Semanal (Português)

Boletín Semanal (Español)

Weekly Newsletter (English)
email marketing
by activecampaign

Facebook

Comentários recentes