Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Preso suspeito do assassinato da mexicana Anabel Flores; autoridades confirmam que trabalho da jornalista motivou crime




A polícia mexicana prendeu um homem supostamente envolvido no assassinato da jornalista mexicana Anabel Flores Salazar, cuja morte teve motivações ligadas ao exercício da profissão, segundo autoridades.

O procurador-Geral do estado de Veracruz, Luis Ángel Bravo Contreras, fez o anúncio durante uma conferência de imprensa e disse que o homem inicialmente foi detido com um carro que havia sido dado como roubado, de acordo com o jornal Tiempo de Veracruz.

Num comunicado de imprensa, o escritório do procurador-geral disse que “a jornalista foi privada de liberdade e da vida por causa de publicações que afetaram os interesses de um grupo criminoso ao qual o capturado pertence."

Após investigações, um novo mandado de prisão foi emitido, de acordo com o comunicado.

A pessoa detida foi identificada apenas pelas iniciais G.P.V.

O Tiempo de Veracruz informou que Bravo Contreras também disse que há três outras pessoas que podem ser presas no caso.

O corpo de Flores foi encontrado no estado de Puebla em 9 de fevereiro depois de ser sequestrado por homens armados no dia anterior em sua casa em Veracruz. Ela cobria a área de segurança no jornal El Sol de Orizaba e também trabalhou para o El Mundo de Orizaba e El Buen Tono.

Em 13 de fevereiro, o governador de Veracruz, Javier Duarte, publicou em sua conta do Tweeter o anúncio da transferência de Josele Márquez, também conhecido como "El Chichi," para uma prisão federal. Ele também o ligou à mentoria do assassinato de Flores Salazar. Márquez é suspeito de ser o chefe da organização criminosa Los Zetas em Veracruz, de acordo com o portal Animal Político.

Flores é uma entre os cinco jornalistas mortos no México neste ano. A morte mais recente foi a de Francisco Pacheco Beltrán em Guerrero, dia 25 de abril.

Este é o segundo desenvolvimento em casos de jornalistas assassinados no México em uma semana. A Polícia Federal prendeu um suspeito no assassinato Moisés Dagdug Lutzow em 30 de abril. Dagdug foi esfaqueado até a morte em 20 de fevereiro, em Villahermosa, Tabasco.




Assine nossa newsletter semanal “Jornalismo nas Américas”

Boletim Semanal (Português)
Boletín Semanal (Español)
Weekly Newsletter (English)
 
Marketing by ActiveCampaign

Facebook