Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Argentina decide suspender o sinal dos canais RT e Telesur de seu sistema de TV digital aberta




O governo argentino decidiu retirar do ar o canal internacional Russia Today em espanhol (RT), do governo russo, e o canal internacional Telesur, criado pelo falecido presidente venezuelano Hugo Chávez. Ambos os sinais serão suspensos do sistema de televisão digital aberta (TDA) da Argentina, informou a agência DyN (Diarios y Noticias).

Segundo fontes do governo consultadas pela agência, esta decisão do novo governo do presidente Mauricio Macri deve-se à necessidade de abrir o espectro da TDA para os sinais televisivos das províncias.

No caso da RT em espanhol – rede de televisão financiada pelo governo russo – o veículo informou que a entidade administradora dos meios de comunicação estatais da Argentina, a Rádio e Televisão Argentina Sociedade do Estado (RTA), anunciou publicamente no dia 9 de junho sua decisão de suspender o sinal do canal de notícias RT em espanhol, transmitido em todo o país através da TDA.

O sinal em espanhol da RT foi emitido pela primeira vez na Argentina em outubro de 2014, quando a então presidente da Argentina, Cristina Fernández de Kirchner (2007-2015), e o presidente russo, Vladimir Putin, inauguraram publicamente a primeira transmissão na rede aberta de televisão digital na Argentina, durante uma videoconferência ao vivo.

Para Cristina Kirchner, o ingresso da RT à televisão digital pública traria ao país “pluralidade de vozes e culturas, (...) [e permitiria o acesso à informação] sem a intermediação das grandes cadeias internacionais que transmitem notícias de acordo com seus interesses”, publicou a agência EFE.

A diretora da RT em espanhol, Victoria Vorontsova, lamentou que com esta decisão o novo governo da Argentina rejeite um ponto de vista alternativo de informação, aludindo ao seu “estreitamento” junto aos Estados Unidos, publicou a RT em seu site.

Para a analista internacional Stella Calloni, está sendo violada a liberdade de expressão na Argentina, perseguindo opiniões contrárias ao governo, publicou a RT.

O referido canal russo de alcance mundial e com sede em Moscou, que de acordo com a RT é sintonizado por 80 por cento da população nacional argentina (entre 33 e 35 milhões de espectadores), transmite notícias 24 horas por dia, 7 dias por semana.​

Anteriormente, em março, o governo de Mauricio Macri anunciou a saída do canal interestatal de notícias Telesur, que opera desde 2005 em Caracas, Venezuela, da grade da TDA. 

By Jürg Vollmer / Maiakinfo (Own work) [CC BY-SA 3.0 (creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0)], via Wikimedia Commons

A Telesur foi lançada originalmente como um projeto de televisão latino-americana pelo falecido presidente venezuelano Hugo Chávez.

Este sinal de notícias a cabo, composto por vários países da América Latina, tendo a Venezuela como acionista majoritário, deixará de ser trasmitido na Argentina de forma pública e gratuita nos próximos dias.

Ao anunciar a saída da Argentina do consórcio estatal, o ministro argentino de Meios e Conteúdos Públicos, Hernán Lombardi, disse que a decisão foi em resposta às medidas de austeridade decretadas pelo governo atual.  

O sinal da Telesur foi incluído de forma obrigatória no segmento internacional das empresas privadas a cabo em 2010, além de ser transmitido na plataforma estatal da TDA. Esta medida foi tomada durante o primeiro governo de Cristina Kirchner, por ordem da agora extinta Autoridade Federal de Serviços de Comunicação Audiovisual (Afsca).








Assine aqui a nossa newsletter semanal!

Nome Completo

Email *
Selecione as listas que deseja subscrever
Boletim Semanal (Português)

Boletín Semanal (Español)

Weekly Newsletter (English)
email marketing
by activecampaign

Facebook

Comentários recentes