Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Pesquisadores conduzem censo inédito para jornalistas freelancers que trabalham em espanhol




Pesquisadores começaram um projeto que deve oferecer, pela primeira vez, uma visão mais abrangente dos jornalistas freelancers.

A pesquisa, que está no endereço CensoFreelance.Org, é destinada a jornalistas freelancers que trabalham, escrevem e publicam em espanhol em meios latino-americanos, espanhóis e hispânico-americanos. O censo fica aberto apenas no mês de março.

Courtesia do CensoFreelance.org

"Até agora não há números sobre quantos jornalistas freelancers existem na América Latina. É por isso que a participação é importante ", disse Juan Pablo Meneses, membro da JSK e jornalista freelance do Chile. "O lema do censo é 'Para saber onde queremos ir, precisamos saber onde estamos'".

A pesquisa, ou censo, é organizada pela Escuela de Periodismo Portátil, com a John S. Knight Journalism Fellowship e a Universidade de Stanford.

Os pesquisadores consideram os "jornalistas freelancers" como "aqueles que trabalham 100% do tempo de forma independente, jornalistas contratados que escrevem trabalhos freelance para outros meios de comunicação, colaboradores sem contratos, aqueles que já trabalharam como freelancers e estudantes de jornalismo que estão fazendo seu primeiro trabalho como freelancers".

A pesquisa faz perguntas sobre as motivações para ser um jornalista freelancer, onde os artigos são publicados, o que escreve, que tipo de jornalismo produz, opiniões sobre o futuro do jornalismo freelance, entre outras.

Os pesquisadores consultaram o Departamento de Estatística da Universidade de Stanford e o departamento de TI da instituição para desenvolver o censo; O Social Science Data and Software da Universidade vai analisar os resultados, de acordo com um comunicado de imprensa.

Mais de 30 voluntários da América Latina, Espanha e Estados Unidos ajudaram a desenvolver o censo.

"É preciso colocar o jornalismo freelance no debate, na conversa sobre o futuro do jornalismo", disse Meneses, que citou a crescente quantidade de jornalismo freelance em todo o mundo em uma conversa com o Centro Knight.

Em 2009, Meneses fundou a Escuela de Periodismo Portátil, uma instituição online de escrita criativa com professores da América Latina, Espanha e os EUA. A proposta da escola é "descobrir, conectar e mostrar novas vozes de crónicas em espanhol", de acordo com seu site. Como JSK Fellow, o desafio de Meneses é descobrir como "encontrar e conectar novos talentos de jornalismo a partir de uma plataforma independente".

Participantes do censo podem enviar um currículo junto com a pesquisa para serem contactados pela Escuela de Periodismo Portátil ou pela Universidade de Stanford para futuras atividades.

As pessoas que participam do censo podem enviar um CV ou currículo junto com a pesquisa para ser contatado pela Escola de Jornalismo Portátil ou pela Universidade de Stanford para futuras atividades.

Meneses apresentará os resultados no 10º Iberian American Colloquium on Digital Journalism em Austin, Texas, no dia 23 de abril.








Assine aqui a nossa newsletter semanal!

Nome Completo

Email *
Selecione as listas que deseja subscrever
Boletim Semanal (Português)

Boletín Semanal (Español)

Weekly Newsletter (English)
email marketing
by activecampaign

Facebook

Comentários recentes