Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Jornalista e dono de canal de TV mexicano ameaçado é sequestrado em Michoacán




Salvador Adame Pardo, jornalista e dono do canal de televisão mexicano 4TV, foi sequestrado na tarde de 18 de maio no estado de Michoacán, no México.

Salvador Adame Pardo (Foto: Facebook)

Familiares disseram ao jornal La Jornada que ele foi caputurado no município Nueva Italia por pessoas em uma van preta.

O presidente da Associação de Televisão a Cabo de Michoacán (AMTELCA, na sigla em espanhol), Enrique Karrum Vázquez, disse que os sequestradores usavam toucas e dirigiam um veículo com placas do estado do México, de acordo com a UrbisTV.

A família também informou que Adame Pardo já recebia há tempos ameaças anônimas por causa de seu trabalho, segundo o jornal.

O La Silla Rota noticiou que o jornalista tem sido crítico ao trabalho do prefeito de Múgica. O site acrescentou que Adame Pardo foi alvo de assédio policial há cerca de um ano e manteve uma posição crítica quanto ao cenário de crimes na região.

De acordo com o Sin Embargo, o jornalista postou nas redes sociais em abril de 2016 que agentes da Secretaria de Segurança Pública agrediram, em ato de remoção, sua esposa, ele próprio e outras pessoas que ocupavam o gabinete do prefeito de Múgica.

Os familiares levaram o caso do sequestro ao Ministério Público. No entanto, segundo o Sin Embargo, os parentes de Adame Pardo disseram que o Ministério Público Contra Sequestros em Michoacán pediu para que eles esperem até 62 horas para registrar a queixa.

La Silla Rota noticiou que o Ministério Público de Michoacán não fez um pronunciamento sobre o sequestro. Contudo, disse que a Comissão de Estado de Direitos Humanos tem uma série de documentos sobre o caso.

Esta já tem sido uma semana violenta para a imprensa no México. Javier Valdez, um renomado jornalista e autor que cobria tráfico de drogas, foi morto a tiros em Chihuahua no dia 15 de maio - o que levou a uma onda de protestos contra a violência a jornalistas.

Dois dias depois, o presidente do México, Enrique Peña Nieto, organizou uma reunião com governadores e funcionários do governo federal em que anunciou medidas para proteger os profissionais da imprensa. Estas medidas, de acordo com o site Animal Politico, incluem reforçar a estrutura e o orçamento para o Mecanismo de Proteção dos Jornalistas e Defensores dos Direitos Humanos, uma esquema de coordenação nacional com os estados, e fortalecer a Procuradoria Especial. O Animal Politico também destacou que jornalistas não foram convidados para o encontro com o presidente.

Quem também não compareceu ao encontro com o governo federal, segundo o Sin Embargo, foi o governador de Michoacán, Silvano Aureoles.








Assine aqui a nossa newsletter semanal!

Nome Completo

Email *
Selecione as listas que deseja subscrever
Boletim Semanal (Português)

Boletín Semanal (Español)

Weekly Newsletter (English)
email marketing
by activecampaign

Facebook

Comentários recentes