Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Brasileiros criam site com oportunidades de prêmios para ajudar os colegas e melhorar a profissão




Reunir informações sobre prêmios de jornalismo no Brasil tornou-se quase uma obsessão para o jornalista Gustavo Panacioni.

Gustavo Panacioni (Courtesy)

“Nos horários livres, sempre que posso, pesquiso novidades na área. O projeto passou de uma simples vontade de organizar uma agenda de prêmios de jornalismo para algo que pode realmente fazer a diferença para jornalistas brasileiros”, disse Panacioni ao Knight Center. “É nisso que eu acredito. Prêmios de jornalismo podem contribuir com um fortalecimento de jornais, jornalistas e histórias."

Dois anos depois de ele ter começado a compilar os prêmios, em maio de 2015, o site que ele mantém – premiosdejornalismo.com – agora possui uma base de dados de 226 prêmios de jornalismo para brasileiros.

Também jornalista e co-fundadora do site, Katia Brembatti explicou que a ideia para o projeto veio por necessidade.

“Depois que ganhei alguns prêmios, muitos colegas me consultavam na esperança de que eu pudesse orientá-los onde encontrar concursos/premiações para inscrever reportagens que tinham feito”, disse Brembatti, vencedora do Prêmio Esso de Jornalismo, o mais prestigiado do Brasil na área. “Eu não sabia, de pronto, responder. E sempre que procurava uma lista me deparava com relações incompletas, que não continham alguns dos prêmios que eu conhecia.”

Assim, Panacioni, Brembatti e a colega Ana Krüger se lançaram na empreitada.

Os jornalistas podem pesquisar pelo nível de experiência do candidato, tema da reportagem, região, tipo de mídia e valor da premiação. A descrição de cada prêmio inclui essas informações e links para detalhes de prêmios adicionais, bem como um relógio que conta os meses e dias até o prazo de inscrição.

Brembatti admitiu que a criação do site foi parcialmente motivada por sua própria ansiedade sobre perder o prazo para se candidatar a um prêmio. O sistema de alerta foi uma solução para esse problema. Após criar uma conta no site, o usuário pode programar alertas para premiações específicas, que aparecerão na seção “Meus Prêmios”.

O banco de dados inclui premiações como o Prêmio Petrobras de Jornalismo, no valor de R$ 31.800 (cerca de US$ 10.200), até o menos conhecido Prêmio SAMPAPÃO de Jornalismo, que “busca estimular e aprimorar a divulgação do setor de panificação… bem como a divulgação dos benefícios do Pão à saúde dos consumidores”.

Panacioni explicou que muitas organizações que promovem prêmios não possuem sites e não divulgam suas iniciativas. Consequentemente, muitos jornalistas que poderiam se beneficiar não ficam sabendo das oportunidades.

Além de trabalhar em tempo integral e de estar terminando um mestrado, Panacioni dedica suas noites a atualizar o banco de dados. Somente na semana passada, ele acrescentou nove novos prêmios que ele não sabia que existiam.

Enquanto outras organizações acompanham e divulgam prêmios, ele explicou que o premiosdejornalismo.com é o único que se apresenta como uma plataforma de pesquisa que pode ser personalizada pelos usuários. Ele e seus colegas têm sido procurados por jornalistas que desejam ajuda para se inscrever em prêmios voltados às suas especialidades.

No momento, Panacioni está escrevendo um relatório analisando os resultados dos prêmios de jornalismo no Brasil de 2015 e 2016. Ele examinará quais meios de comunicação e jornalistas ganharam o maior número de prêmios, bem como os temas que receberam maior reconhecimento. Como algumas premiações reconhecem vários profissionais, ele estima já ter contado entre 500 e 600 jornalistas até agora.

Example of an individual awards page on PrêmiosdeJornalismo.com (Screenshot)

O livro “Democracy’s Detectives: The Economics of Investigative Journalism” (“Detetives da democracia: a economia do jornalismo investigativo”, em tradução livre), de James T. Hamilton, em particular sua análise de como os prêmios de jornalismo podem ser uma forma de medir o impacto do trabalho dos profissionais, está informando o projeto, de acordo com Panacioni.

Para os ganhadores, Brembatti explicou que os prêmios são um tipo de reconhecimento público para um trabalho bem feito, muitas vezes acompanhado de uma recompensa financeira para o jornalista.

“Funcionam, muitas vezes, como um estímulo para que o jornalista siga fazendo um bom trabalho. É uma espécie de chancela, como se fosse dito ‘siga em frente, você está no caminho certo’”, disse ela. “Também interfere na carreira de alguns jornalistas, impulsionando o currículo.”

Os prêmios também “destacam a relevância da imprensa para a sociedade”, acrescentou.

Além do site Prêmios de Jornalismo e de seus perfis em redes sociais, os jornalistas que procuram informações sobre os próximos prazos de inscrição em premiações podem seguir a nova coluna mensal de Panacioni no Observatório da Imprensa, que monitora a mídia no Brasil e no mundo.

Agosto é parte da temporada mais movimentada para os prêmios de jornalismo: entre maio e setembro é a época do ano em que o maior número de concursos aceita inscrições. Há atualmente 41 prêmios recebendo inscrições, de acordo com o site.








Assine aqui a nossa newsletter semanal!

Nome Completo

Email *
Selecione as listas que deseja subscrever
Boletim Semanal (Português)

Boletín Semanal (Español)

Weekly Newsletter (English)
email marketing
by activecampaign

Facebook

Comentários recentes