Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Site peruano de jornalismo investigativo lança iniciativa para promover uso da lei de transparência entre estudantes



Em seus dois anos de existência, o site peruano Convoca produziu reportagens investigativas com base na lei de transparência e acesso à informação que foram premiadas internacionalmente e até motivaram uma mudança legislativa no Peru. Agora, o Convoca vai usar sua experiência para ajudar a formar as próximas gerações de jornalistas investigativos fiscalizadores do poder público no país.

O site lançou no fim de agosto a iniciativa #ComunidadReporta, para fomentar entre estudantes de jornalismo o uso da lei para o acesso à informação pública, vigente no Peru desde 2003.

O objetivo é “unir jornalistas que ensinam o ofício e estudantes de jornalismo para promover o uso da lei de transparência nas aulas com o propósito de acessar informação pública para elaborar reportagens, bases de dados e aplicativos jornalísticos sobre temas urgentes para o Peru”, disse Aramís Castro, coordenador da iniciativa, ao Centro Knight.

A iniciativa surgiu da experiência do Convoca com o uso da lei em suas reportagens investigativas. Castro citou o especial “Excessos sem castigo”, que se baseou em cerca de 200 pedidos de informação a mais de 20 instituições públicas para revelar o comportamento ambiental das indústrias extrativistas no Peru.

Milagros Salazar, diretora do Convoca, disse ao Centro Knight que o especial publicado no fim de 2015 revelou o impacto social e econômico do artigo 19 da lei 30.230, no qual o governo do ex-presidente Ollanta Humala se baseou para perdoar mais de 30 milhões de soles (cerca de 9 milhões de dólares) em multas por infrações ambientais de mineradoras.

“Meses depois, o Congresso revogou este artigo polêmico, com base nos dados descobertos pelo Convoca. Isso demonstra que com perseverança, metodologia e um trabalho em equipe, a lei pode ser uma ferramenta efetiva para que jornalistas e estudantes possam contribuir para gerar mudanças e melhorar as políticas públicas”, disse Salazar.

Segundo Castro, embora a lei de transparência e acesso à informação vigore há 14 anos no Peru, “seu uso no campo jornalístico não tem sido constante”. Pela experiência do Convoca e o conhecimento do impacto que tais reportagens podem ter na vida pública do país, “decidimos convidar docentes que também exercem ou exerceram o jornalismo para que promovam desde suas aulas o uso da lei de transparência”, explicou.

Nesta primeira etapa, foram convidadas sete universidades de Lima, capital peruana, cujos docentes e estudantes participarão de oficinas oferecidas pelo Convoca sobre a lei de transparência e seu uso em projetos jornalísticos. Os participantes da #ComunidadReporta também terão o apoio dos membros do conselho consultivo da iniciativa, formado por jornalistas e professores peruanos e estrangeiros, entre eles Rosental Alves, diretor do Centro Knight e professor da Escola de Jornalismo da Universidade do Texas em Austin.

Segundo Salazar, a #ComunidadReporta em breve se estenderá a universidades de outras regiões do Peru e de outros países da América Latina. “A proposta é desenvolver um trabalho em rede, acessar a informação para contar histórias de alto interesse público”, disse ela. Também será elaborado um relatório anual para medir o nível de cumprimento da entrega da informação por parte das instituições estatais e sistematizar o aprendizado com a iniciativa.

“Para que a lei contribua para a vida das pessoas, temos que usá-la e aperfeiçoá-la com base na experiência e em casos concretos. O jornalismo é fundamental para que as autoridades prestem contas e para que exista uma transparência efetiva que permita o acesso a informação confiável que sirva aos cidadãos na tomada de decisões”, disse Salazar.




Assine nossa newsletter semanal “Jornalismo nas Américas”

Boletim Semanal (Português)
Boletín Semanal (Español)
Weekly Newsletter (English)
 
Marketing by ActiveCampaign

Facebook