Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Cinco anos de MOOCs: impactando vidas e carreiras de milhares de jornalistas em todo o mundo




"Quando eu comecei o programa online massivo aberto (MOOC) 'Produção de vídeos de notícias para a internet', oferecido pelo Centro Knight em meados de 2016, nunca poderia ter imaginado que ele iria acabar me proporcionando um convite para trabalhar na Alemanha meses depois", escreveu Ramon Luz, jornalista de Montanha, Espírito Santo, Brasil.

Ramon LuzComo parte do curso, Luz produziu um webdocumentário de curta metragem que lhe rendeu uma viagem ao YouTube Space em São Paulo. Depois, ele decidiu manter a produção de vídeos em sua carreira como jornalista e candidatou-se a uma bolsa de estudos na Alemanha, apresentando o webdoc como parte de sua candidatura. Ele ficou entre as 40 pessoas escolhidas para passar mais de um ano desenvolvendo um projeto profissional na Alemanha.

"Em 2017, me tornei a primeira pessoa do meu Estado a receber esta bolsa, e agora estou na Alemanha para gravar um documentário sobre a integração dos refugiados em Berlim! Um grande passo na carreira de um jornalista de 25 anos nascido em uma área pobre do Brasil", afirmou Luz. "O papel dos MOOCs do Centro Knight nas carreiras de muitos jornalistas em todo o mundo é enorme. E isso significa não apenas um impacto positivo na qualidade da cobertura jornalística em vários lugares do mundo, mas novas oportunidades para tornar sonhos realidade".

Luz é uma das mais de 115 mil pessoas em 170 países que o Centro Knight para o Jornalismo nas Américas alcançou nos cinco anos de seu pioneirismo em cursos online abertos e massivos (MOOCs) no jornalismo.

De Cabo Delgado, Moçambique, até Roma, Itália, e Filadélfia, EUA, esses cursos mantiveram os jornalistas atualizados com a revolução digital, os inspiraram a buscar novos projetos ou a retornar à universidade, ajudaram a manter suas comunidades informadas e impulsionaram a adaptação de métodos de narração inovadores.

Em comemoração ao quinto aniversário do programa MOOC, alguns desses alunos compartilharam suas histórias com o Centro Knight.

Para Sergio Belmonte Almeida, dono da Sociedad de la Comunicación em Chihuahua, México, os cursos o ajudaram a continuar uma carreira de décadas.

"Quando você já caminhou seis décadas nesta profissão e colegas jovens acham que você está cansado e desatualizado, o conhecimento adquirido nos MOOCs permite que você mostre que embora você não seja um nativo digital, você segue na sua competência com muitas vantagens, porque o soma à experiência da velha escola e à trajetória no campo e nas diversas redações do jornalismo analógico", disse Belmonte.

Para outros jornalistas, os cursos complementaram o que eles já estavam aprendendo ou ensinando em seus cursos universitários.

"Como professor universitário e assessor de comunicação, fui muito beneficiado pelos MOOCs dos quais tive o privilégio de participar junto ao Centro Knight", disse Fabiano Pereira, de São Paulo, Brasil. "Além de permitirem atualizar meus conhecimentos para partilhar com alunos e colegas, eles me abriram a janela para intercâmbio com colegas de toda a América Latina, promovendo possibilidades de aprendizado para ainda mais além do conteúdo apresentado nas lições dos cursos".

O material do curso não só chega à sala de aula, mas também à redação.

Em Uganda, no jornal diário Bukedde, o editor de conteúdo John Weeraga aproveitou os cursos gratuitos e de baixo custo para treinar seu time para melhor pesquisar e reportar histórias, especificamente sobre receitas e gastos governamentais.

"Eu uso os cursos principalmente como uma ferramenta de treinamento para a minha equipe. Depois de estudar, eu geralmente passo este treinamento para minha equipe", explicou. "Sem esses cursos, eu nunca teria o dinheiro para treinamento tão valioso".

Algumas vezes, como no caso do jornalista equatoriano exilado Emilio Palacio, os cursos inspiraram uma mudança de abordagem em como ele garantiria que suas opiniões sobre seu país de origem alcançassem os olhos e os ouvidos dos consumidores de notícias.

Depois de participar de um curso sobre o desenvolvimento de projetos jornalísticos para a web, Palacio trocou a palavra escrita pela produção de um vídeo de opinião semanal. O site Hispano Post eventualmente descobriu seus vídeos e o Palacio começou a produzir um segundo tipo de vídeo, com mais humor, com a ajuda de outro equatoriano.

"Os dois vídeos hoje estão quase todas as semanas no grupo de vídeos mais vistos e mais virais do Hispano Post. Meus seguidores no Twitter passaram de 30.000 para 100.000 em dois anos", disse Palacio. "E embora eu esteja a 4.000 quilômetros do Equador, muitas vezes um dos dois vídeos se torna um tema de debate entre os formadores de opinião em meu país, embora eu ainda não possa voltar. A melhor parte é que eu continuo ganhando a vida fazendo o que eu gosto, jornalismo".

O Centro Knight também recebeu depoimentos de estudantes do MOOC fora do campo do jornalismo.

A economista Rossana Fiorella Gómez Levi, da Cidade do México, disse que o curso de 2013 "Como melhorar a cobertura eleitoral" foi fundamental para ela, levando-a a estudar ciência política para o seu doutorado.

O formato exclusivo do programa MOOC cria a oportunidade para estudantes como Ramón, Sergio, Fabiano, Emilio e Rossana não apenas aprender com instrutores especializados, mas também compartilhar experiências com colegas a milhas de distância, em todo o mundo.

"O mais legal é que o aprendizado não está só nas aulas disponibilizadas, mas também (e uma das melhores partes) nas trocas que são feitas com os colegas nos fóruns. Tenho orgulho em dizer que conheci muita gente legal nesses processos. Muita gente que colaborou para o meu crescimento profissional e cujo trabalho, realizado em diferentes cantos do país ou até fora dele, possivelmente eu não conheceria sem os MOOCs", disse Marilice Daronco, analista de comunicações e freelancer da Folha de São Paulo, no Brasil, que participou de 10 cursos do Centro Knight.

Somente neste ano, o Centro Knight ofereceu 10 MOOCs e apresentou cursos sobre vários novos temas, incluindo fact-checking, jornalismo imersivo, Python e gerenciamento de produtos. O Centro também planeja novos tópicos para os próximos meses e anos e trará de volta alguns cursos populares.

"Estamos encantados com as histórias que ouvimos dos alunos dos nossos MOOCs. Quando começamos este projeto, há cinco anos, eu nunca teria imaginado que ele poderia chegar a esta dimensão. A colaboração de milhares de jornalistas e profissionais de mídia de todo o mundo é uma inspiração para nós", disse Rosental Alves, fundador e diretor do Centro Knight para o Jornalismo nas Américas.

"Gostaríamos de agradecer a Fundação Knight, o Google News Lab e outros patrocinadores deste programa e todos os nossos excelentes instrutores e estudantes", disse Alves. "E gostaria de ecoar as palavras da jornalista e entusiasta do MOOC Marilice Daronco, "Viva o Centro Knight e sua "teimosia" maravilhosa no esforço para um jornalismo mais humano e de maior qualidade.' Obrigado por fazer essa jornada conosco ".

Por favor, leia mais aqui sobre o que nossos estudantes disseram sobre os MOOCs.

Se você cursou um dos nossos MOOCs e deseja contar sua história, por favor envia uma mensagem para o email knightcenter (arroba) austin.utexas.edu

 








Assine aqui a nossa newsletter semanal!

Nome Completo

Email *
Selecione as listas que deseja subscrever
Boletim Semanal (Português)

Boletín Semanal (Español)

Weekly Newsletter (English)
email marketing
by activecampaign

Facebook

Comentários recentes