Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

ISOJ 2018 oferece lições sobre modelos de negócio, produtos informativos e conexões autênticas com o público




No contexto do 19º Simpósio Internacional de Jornalismo Online (ISOJ), o Centro Knight para o Jornalismo nas Américas pediu a Ismael Nafría, que já foi jornalista residente do Centro e é autor do livro "La reinvención de The New York Times", que preparasse um resumo das principais lições aprendidas na conferência. A seguir, as conclusões que Nafría apresentou durante o 11º Colóquio Ibero-Americano de Jornalismo Digital, realizado em 15 de abril de 2018, após o ISOJ. O colóquio é tradicionalmente oferecido aos participantes do ISOJ de América Latina, Espanha e Portugal, e se concentra no jornalismo online na região.


Se eu tivesse que resumir em uma única frase as lições que tirei da 19ª edição do ISOJ, realizada em 13 e 14 de abril de 2018 em Austin, eu diria o seguinte:

Ismael Nafría (Photo: Mary Kang)
  • Ofereça um produto jornalístico de qualidade que valha a pena pagar e que se conecta de maneira autêntica - em conteúdo e na forma - com o seu público …

  • … e se ainda não o fez, lance as melhores newsletters e podcasts para o seu público.

Os resumos de todas as sessões realizadas neste ano foram publicados no site do ISOJ 2018, e os vídeos (em espanhol e inglês) também estão disponíveis na íntegra.

Nesse resumo, agrupei os aspectos que chamaram minha atenção em três seções - modelo de negócio, produto informativo e conexão autêntica com o público:

1) MODELO DE NEGÓCIO

A necessidade de fortalecer o negócio jornalístico sobre bases realmente sólidas foi um tema recorrente durante toda a conferência. Os conceitos fundamentais são os seguintes:

  • Há que se pagar por informação de qualidade… ainda que existam maneira distintas de cobrar e cada meio de comunicação deve apostar naquilo que melhor se encaixa para seu público.

  • “A economia de conteúdo" é um conceito fundamental para o negócio jornalístico que deve ser gerenciado de maneira cômoda pelos responsáveis ​​pelo produto jornalístico.

  • Diversificar a receita é fundamental. Um meio não pode depender de uma única fonte de receita. Publicidade, assinaturas, associações, doações, e-commerce, eventos, licenciamento de conteúdo...

  • A publicidade segue perdendo protagonismo.

2) PRODUTO INFORMATIVO

Diferentes sessões do ISOJ 2018 abordaram aspectos específicos do produto jornalístico. Entre as ideias que mais me chamaram atenção estão as seguintes:

  • A história é o mais importante (existem múltiplas maneiras de contá-la).

  • "Seja um jornalista moderno", disse Meredith Artley, da CNN, ao refletir se há, atualmente, jornalistas impressos, digitais ou de TV. As fronteiras estão cada vez mais borradas.

  • O vídeo online oferece grandes possibilidades criativas, como o painel dedicado a esse tema demonstrou.

  • O futuro é inteligência artificial, aprendizado de máquina, blockchain, realidade aumentada, realidade virtual...? Acho que isso ainda é um mistério, embora Zach Seward, do Quartz, tenha se aventurado a dizer que a realidade aumentada está se desenvolvendo seriamente.  

  • “Continuar fazendo nosso trabalho”. Esse foi o principal conselho que o editor-chefe do Washington Post, Marty Baron, deu durante sua conversa com Joshua Benton, do NiemanLab.

  • Os meios de comunicação como via principal de conexão com sua audiência recuperam protagonismo. Nesta edição do ISOJ, a diferença das anteriores é que se tem falado muito pouco em estratégias das grandes plataformas. É na sua própria plataforma que você “controla seu destino”, disse Meredith Artley (CNN).

  • Há uma clara consciência do papel fundamental desempenhado pelos dispositivos móveis para a mídia.

3) CONEXÃO AUTÊNTICA COM O PÚBLICO

Uma das ideias que apareceu em sessões distintas do ISOJ 2018 foi a conexão “autêntica” com a audiência como elemento essencial para construir uma relação sólida, estável e valiosa entre o negócio e seus usuários.

Newsletters

Newsletters são um produto jornalístico que está adquirindo um protagonismo muito relevante e que têm se transformado em uma ferramenta chave para conectar de maneira muito íntima e efetiva com a audiência.

A palestra sobre newsletters abordou vários casos de sucesso neste âmbito (Axios, The New York Times, theSkimm, Evergrey e Poder360). Seus responsáveis ofereceram lições e conselhos muito práticos sobre suas experiências.

Talvez, neste momento, este seja um dos temas que oferece mais possibilidades para os meios de comunicação aumentarem o número de usuários fieis a sua marca.

Podcasts

Outro formato que também está estourando são os podcasts, ou o áudio em geral. A voz é uma via muito adequada para estabelecer uma conexão próxima com os usuários, e o número de meios de comunicação que apostam nesse formato é cada vez maior. No ISOJ 2018 estiveram presentes empresas de mídia como NPR, The Washington Post, Vox Media e Acast.

Humor

Finalmente, o humor foi o protagonista de um dos painéis do ISOJ 2018. Foi possível escutar oito experiências internacionais de meios que, em um contexto político adverso, apostaram na veia humorística para informar.

E sem apostar especificamente no humor, o diretor do Washington Post, Marty Baron, mencionou o conselho que recebeu do fundador da Amazon, Jeff Bezos, dono do periódico desde agosto de 2013: “não sejam entediantes”.

ISOJ 2019

A 20a edição do ISOJ vai acontecer nos dias 12 e 13 de abril de 2019, em Austin.

NOTA:

Este resumo também será incluído na próxima edição da minha newsletter Tendenci@s, na qual você pode se inscrever de maneira gratuita através do site http://www.ismaelnafria.com/boletin-tendencias/








Assine aqui a nossa newsletter semanal!

Nome Completo

Email *
Selecione as listas que deseja subscrever
Boletim Semanal (Português)

Boletín Semanal (Español)

Weekly Newsletter (English)
email marketing
by activecampaign

Facebook