Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Alunos de cursos online em português participam de workshop exclusivo com instrutores no Google São Paulo



Dezoito jornalistas que concluíram cursos online massivos em português do Centro Knight para o Jornalismo nas Américas estiveram no Google São Paulo nesta segunda-feira (01/10) para participar de workshops exclusivos sobre cobertura eleitoral e checagem de fatos.

photo_2018-10-01_23-06-38.jpg

O grupo foi formado por estudantes selecionados dos cursos "Como cobrir eleições sem errar: dados e pesquisas para entender o eleitor" e "Como desbancar as 'fake news' e nunca mais chamá-las por esse nome", ambos oferecidos com a Associação Nacional de Jornais e o apoio da Google News Initiative para qualificar os jornalistas para a cobertura do período eleitoral. 

Os participantes aprenderam sobre a construção de mapas de resultados eleitorais com Daniel Bramatti, editor do Estadão Dados, receberam dicas de ferramentas de checagem da Bárbara Libório, editora do Aos Fatos, e viram boas práticas de uso do Google Trends para eleições com Keila Guimarães, editora de dados no Google News Lab Brasil.

A jornalista Marilice Daronco teve seu projeto final do curso de cobertura eleitoral escolhido entre os melhores e veio de Santa Maria (RS), graças à bolsa oferecida para os participantes de fora de São Paulo, participar das atividades. "Sou veterana em cursos do Centro Knight, é uma das melhores formas de, mesmo estando distante de grandes centros, continuar se qualificando e aprendendo", contou. "Agora estou fazendo doutorado e fico mais afastada das redações. Ainda assim consigo me atualizar sobre as ferramentas que estão sendo usadas". 

Além dela, outros 12 estudantes de diferentes partes do país aplicaram as habilidades aprendidas no MOOC para criar uma reportagem original sobre as eleições de 2018 e tiveram seus projetos selecionados. Tiago Rogero, que trabalha na coluna do Ancelmo Gois no jornal O Globo, utilizou a oportunidade no Google para aprimorar os conhecimentos que já havia adquirido online. 

"O curso me ajudou muito a entender mais sobre pesquisas eleitorais, a organizar melhor dados no Excel, e a conhecer novas ferramentas de pesquisa. Nos workshops que tivemos aqui hoje ainda aprendi mais coisas novas, como o uso do TweetDeck pra acompanhar diferentes temas. Além das várias ideias de pauta que surgiram ao longo do dia", disse Rogero.

Outros cinco jornalistas foram sorteados entre os concluintes do MOOC sobre combate à desinformação. Rosa Symanski, uma das felizardas, disse ter ficado emocionada ao receber a notícia de que participaria dos workshops presenciais. 

"Logo que soube, contei pra todo mundo! (risos) Os conceitos novos sobre o ecossistema da desinformação foram muito valiosos. Eu trabalho com esse tema e ficar a par dos estudos de especialistas da universidade de Harvard foi um complemento primordial pro meu trabalho", afirmou. "Os módulos das ferramentas de verificação foram desafiadores, mas eu fazia os exercícios e ficava empolgada com as minhas descobertas". 

photo_2018-10-01_23-07-06.jpg

Durante quatro semanas, mais de 2.200 alunos puderam aprender a ler e interpretar pesquisas de intenção de voto, utilizar o Google Trends para compreender o interesse do eleitor em temas-chave, coletar dados sobre candidatos em fontes na Internet, e analisar e apresentar dados dos resultados da disputa no MOOC "Como cobrir eleições sem errar". 

O curso reuniu grandes especialistas no tema: José Roberto de Toledo, editor da revista Piauí; Keila Guimarães, editora de dados do Google News Lab; Cláudio Weber Abramo, co-fundador da Dados.org e ex-diretor-executivo da Transparência Brasil; e Daniel Bramatti, presidente da Abraji e editor do Estadão Dados.

Já no curso "Como desbancar as 'fake news' e nunca mais chamá-las por esse nome" participaram 1.600 pessoas interessadas em entender as etapas do trabalho de checagem e verificação para desmascarar notícias fabricadas, memes enganosos e vídeos manipulados que surgem nas redes. 

Os instrutores foram  Ângela Pimenta, presidente do Instituto para o Desenvolvimento do Jornalismo (Projor) e coordenadora do Projeto Credibilidade (Trust Project); Pedro Burgos, fundador do projeto Impacto.Jor; Barbara Libório, jornalista da Aos Fatos e do Canal Meio; e Fábio Gusmão, editor online do jornal Extra, do Rio de Janeiro.

“Ficamos muito felizes no Centro Knight de ver o sucesso dos dois cursos em português que realizamos com a ANJ, graças ao apoio do Google. Este workshop na sede do Google em São Paulo só confirma o impacto que estes programas tiveram em alguns milhares de jornalistas por todo o país interessados na verificação de conteúdos online e na cobertura das campanhas eleitorais,” disse o professor Rosental Calmon Alves, fundador e diretor do Centro Knight. 

Confira abaixo a lista dos alunos contemplados nos dois cursos:

"Como cobrir eleições sem errar" (o projeto final de cada contemplado está no link)

Delcimar Bessa Ferreira

Érika Souza de Camargo
João Pedro de Faria Valentim
João Villa Real do Amaral
Lucas Thaynan Gomes dos Santos
Luiz Fernando Toledo
Marilice Amábile Pedrolo Daronco
Matheus Antonio Fontes Dantas
Maxmiliano Augusto Gomes da Silva
Rafael da Silva Pereira
Rosangela Lotfi
Tiago Rogero de Miranda Dias
Waldiney Ferreira da Silva

"Como desbancar as fake news" 

Bruno de Carvalho Lucas Pereira
Ellyka Gomes
Joyce Melo Matos
Raisa Toledo
Rosa Symanski




Assine nossa newsletter semanal “Jornalismo nas Américas”

Boletim Semanal (Português)
Boletín Semanal (Español)
Weekly Newsletter (English)
 
Marketing by ActiveCampaign

Facebook