Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Jornalista peruana lança primeira plataforma de jornalismo colaborativo sobre saúde pública na América Latina



Salud con Lupa é a primeira plataforma na América Latina de jornalismo colaborativo que cobre questões relacionadas à saúde pública.

A plataforma foi lançada no início de julho com uma série regional de reportagens produzidas por colaboradores do Peru, Chile, Colômbia e México. “A Saúde na Mesa do Poder” investigou os esforços feitos pelas empresas de alimentos e medicamentos para influenciar as decisões do governo e as políticas públicas.

A primeira série de reportagens de Salud con Lupa, focada nas corporações de alimentos e medicamentos. (Captura de tela).
 

A responsável pelo projeto é a jornalista investigativa peruana Fabiola Torres, que concluiu o projeto como parte do trabalho final que faz como bolsista Knight do Centro Internacional de Jornalistas (ICFJ). Torres trabalhou anteriormente como jornalista e é cofundadora do site peruano de investigação jornalística Ojo Público.

Tudo começou em 2016, quando Torres convocou colegas da região interessados em saúde por meio de um grupo no Facebook. O resultado desse chamado foi a fundação da Rede Latino-Americana de Jornalistas da Saúde em junho de 2016. Essa rede evoluiu para o que hoje é a Salud con Lupa.

“Acho que um espaço latino-americano como este era necessário para motivar jornalistas que investigam várias questões que são de saúde, mas que precisam ser aprofundadas, que é necessário ter um acompanhamento para ir além do caso local, ver em um contexto mais global ”, disse Torres ao Centro Knight.

De acordo com a jornalista, a forma como se trabalha na Salud con Lupa é primeiro formando equipes, reunindo jornalistas motivados a cobrir um tema relacionado à saúde pública, para em seguida, fazer um acompanhamento editorial da investigação após ter escolhido a metodologia para usar. Finalmente, o objetivo é poder publicar reportagens na plataforma e em todas as mídias aliadas que puderem.

Por exemplo, os colaboradores do México que participaram da primeira série publicaram suas reportagens nos meios Pie de Página, México Social, entre outros. No Chile, eles tiveram a colaboração da Ciper para publicar os artigos de seus colaboradores. Na Colômbia, eles tinham como aliado o Public Issue, um novo meio de investigação digital que também faz esse tipo de pesquisa em profundidade.

“Uma das coisas desta plataforma digital é que é um espaço para fazer duas coisas, fundamentalmente: reportagens, que podem ser transnacionais, uma série, com vários países, como já é uma dinâmica de jornalismo colaborativo; e inaugurar uma seção onde podemos contribuir para verificar dados falsos ou falsas notícias sobre saúde, que é o que abunda no Facebook, no Twitter, no WhatsApp”, disse a jornalista.

O que eles estão procurando são colaboradores, jornalistas e outras plataformas que publiquem suas matérias também em seus países. O objetivo é publicar na plataforma e também em outros sites para alcançar mais pessoas, segundo o jornalista.

O jornalista peruano Jaime Cordero é editor colaborador da plataforma e participou da primeira série de investigações.

Salud con Lupa “é um projeto regional em que jornalistas de diferentes lugares participam. Não estamos todos em uma redação, não há coordenação por perto, não há estilo ainda definido”, disse Cordero ao Centro Knight.

Além da seção de reportagens, a Salud con Lupa faz uma checagem de fatos em sua seção Comprueba. Isso verifica a precisão das informações de saúde consumidas pelos usuários semanalmente. Neste espaço, se procura desmistificar as falsas notícias sobre saúde e métodos alternativos que não possuem qualquer suporte científico ou citações de fontes e que circulam nas redes de países da região latinoamericana. Eles também esperam convocar a participação não apenas de jornalistas, mas de médicos, cientistas e de especialistas em outras disciplinas.

"O objetivo dessa seção é tornar-se um repositório de vários controles que retornam ciclicamente, como o tema das vacinas", disse Torres. “O sarampo é agora uma situação de alerta, porque já existem focos da doença em 53 países. Então, desse ponto de vista, acreditamos que ter esse espaço também será de serviço, de desmistificar coisas que as pessoas possam estar interessadas”, acrescentou.

Fabiola Torres criou Salud con Lupa como parte de seu trabalho como bolsista Knight no ICFJ. (Cortesia)

A plataforma não quer se tornar um espaço científico, segundo Torres, mas fazer pesquisa jornalística sobre questões de saúde pública de interesse público e que tenham impacto importante na vida das pessoas.

“A saúde pública é transversal, passa por decisões políticas, decisões econômicas e, obviamente, passa por tudo que está evoluindo na ciência. Queremos que seja entendido dessa forma, que somos um espaço que pode contribuir para isso ”, disse a jornalista.

Dentro da questão de saúde pública, eles planejam abordar uma variedade de assuntos como o acesso aos serviços, o custo dos medicamentos, a violência obstétrica e também como a mudança climática afeta a saúde das populações.

Atualmente, em Salud con Lupa eles estão desenvolvendo um protocolo que serve como uma espécie de manual sobre o que é uma investigação colaborativa, para que o processo de como publicar em redes, os termos a serem utilizados, possa ser padronizado, para não usar expressões idiomáticas de diferentes países, entre outros.

Segundo Cordero, eles esperam aperfeiçoar o estilo da plataforma para que ela tenha uma linguagem própria.

“Que [as reportagens] tenham uma uniformidade, não uma total homogeneidade, mas que possam ser entendidas por qualquer leitor latinoamericano como se fosse seu, seja publicado no Chile ou no México, Peru ou Colômbia, e também pode entenda que é um texto da Salud con Lupa”, disse ele.

Esta plataforma conta com o apoio do ICFJ para todas as investigações jornalísticas que serão realizadas até o final de 2019. Então, Torres disse, eles esperam ter financiamento de outras fundações que são encorajadas a apoiá-los.

A próxima série de reportagens, realizada em colaboração com um grupo de jornalistas venezuelanos, abordará a crise humanitária na Venezuela e será publicada em agosto.




Assine nossa newsletter semanal “Jornalismo nas Américas”

Boletim Semanal (Português)
Boletín Semanal (Español)
Weekly Newsletter (English)
 
Marketing by ActiveCampaign

Facebook