Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Circulação de jornais sobe na América do Sul, mas cai nos EUA, segundo a revista The Economist




Entre 2005 e 2009, a circulação média de jornais pagos cresceu 5% na América do Sul , mas caiu 11% na América do Norte, informou a revista The Economist em um recente relatório que relaciona a queda à popularização das redes sociais.

A penetração das redes sociais nos Estados Unidos, em parte da Europa, no Japão e na Austrália ainda é maior do que em países como Brasil e Índia, onde o Twitter, o Facebook e afins não têm o mesmo impacto. Por exemplo: a circulação média de jornais pagos caiu 13,3% nos Estados Unidos entre 2005 e 2009, enquanto o Facebook era utilizado por cerca de metade da população e o Twitter, por quase 10%. Já no Brasil, destaca a The Economist, houve crescimento de 20,7% no mesmo período - mas o Facebook só é usado por 8% dos brasileiros e o Twitter, por apenas 5%.

A partir da base de dados da Associação Mundial de Jornais, a revista The Economist mostra que a circulação pode variar em uma mesma região. Se houve crescimento de mais de 15% no México e no Brasil, em países como Chile, Argentina e Paraguai foi registrada queda de até 15% ou nenhuma variação.

A The Economist também ressalta que o faturamento com publicidade dos jornais pagos americanos continua em queda, exacerbada pela popularização da internet.


Other Related Headlines:
» Centro Knight (Apesar da crise nos EUA e na Europa, circulação de jornais sobe e deve continuar crescendo na América Latina)


Assine nossa newsletter semanal “Jornalismo nas Américas”

Boletim Semanal (Português)
Boletín Semanal (Español)
Weekly Newsletter (English)
 
Marketing by ActiveCampaign

Facebook