Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Cobertura de escândalo envolvendo congressista americano gera debate sobre pagamento de fontes




Embora o pagamento de fontes não seja novidade nos Estados Unidos, a compra de fotos e informações relacionadas ao caso do ex-deputado democrata Anthony Weiner renovou o debate sobre essa prática.

Chris Cuomo, um dos apresentadores do programa 20/20, da ABC News, admitiu ter dado entre 10 mil e 15 mil dólares a uma mulher do estado do Texas por fotos enviadas por ela a Weiner. Casado, o ex-congressista renunciou na quinta-feira 16 de junho, após admitir o envio de fotos eróticas e mensagens de textos para usuárias do Twitter e do Facebook. Cuomo disse a Howard Kurtz que não gosta da prática de pagar por informações, mas eles conseguiram a entrevista antes dos concorrentes.

Segundo o New York Times, a forte competição entre a ABC e a NBC torna as emissoras mais propensas a pagar por fontes, pois brigam por audiência.

Para Julie Moos, do Instituto Poynter, na televisão o pagamento de fontes é mais comum do que na imprensa escrita, em parte porque a TV precisa de conteúdo 24 por dia, sete dias da semana.

Jack Shafer, do Slate, sublinha que o pagamento de fontes é uma prática já tradicional nos Estados Unidos e argumenta que não deveria haver nenhum conflito ético se a informação pela qual se paga for devidamente checada e ajudar a confirmar ou desmentir notícias controversas.



Temas:

No comments

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.


Assine o boletim semanal

Receba nosso boletim semanal sobre jornalismo nas Américas.

Escolha seu idioma:

English
Español
Português

Por favor, digite seu e-mail:

Facebook

Comentários recentes