Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Governo argentino quer prisão de donos dos jornais Clarín e La Nación



A ofensiva do governo argentino contra os dois principais jornais do país terá um novo capítulo com a denúncia penal contra a dona do Grupo Clarín, Ernestina Herrera de Noble, o diretor executivo do grupo, Héctor Magnetto, e o diretor do jornal La Nación, Bartolomé Mitre. Os empresários serão acusados de participação em crimes contra os direitos humanos durante a ditadura argentina.

A Perfil cita um relatório assinado pelo secretário de Direitos Humanos sobre supostas irregularidades na transferência da propriedade da fábrica de papel para jornais Papel Prensa, em 1976, que acusa oficiais do governo militar de praticarem crimes como extorsão, tortura e sequestro para forçar a transação. A denúncia pede a detenção imediata de todos os envolvidos no caso, inclusive os cúmplices.

O documento da denúncia seria apresentado nos próximos dias, afirma La Gaceta de Tucumán.


Other Related Headlines:
» Télam (Para o chanceler Timerman, la viúva do antigo dono da Papel Prensa "tem direito a um julgamento")
» Tucumán a las 7 (Magnetto: Não será fácil nos domesticar)


Assine nossa newsletter semanal “Jornalismo nas Américas”

Boletim Semanal (Português)
Boletín Semanal (Español)
Weekly Newsletter (English)
 
Marketing by ActiveCampaign

Facebook