Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Hugo Chávez acusa dono da Globovisión de ter plano para matá-lo



O presidente da Venezuela, Hugo Chávez, disse que não é admissível que o canal privado Globovisión ataque seu governo diariamente enquanto seu acionista majoritário, Guillermo Zuloaga, continua foragido da Justiça, noticiou a Associated Press.

Sem mencionar o nome do empresário, Chávez pediu ao Ministério Público e à Suprema Corte que façam algo a respeito de um “golpista confesso que se encontra nos Estados Unidos," relata El Impulso. Segundo o presidente, Zuloaga está conspirando contra o país e o governo nacional", o que, em sua opinião, permitiria um processo por traição ao país. O governo afirma que a Globovisión e outras empresas de Zuloaga seriam parte dessa suposta conspiração.

Zuloaga, que deixou a Venezuela depois de ser acusado de usura e crimes financeiros na Justiça Venezuelana, diz ser vítima de perseguição política. Num congresso sobre democracia na região Andina, em Washington, na semana passada, Zuloaga afirmou que Chávez é uma ameaça para os Estados Unidos, diz El Nacional.

O presidente também acusou o dono da Globovisión de estar por trás de um plano para matá-lo. Chávez afirmou que opositores teriam arrecadado US$ 100 milhões para pagar um mercenário, explica a BBC Mundo, e, segundo o presidente, Zuloaga seria um dos criadores do suposto fundo.


Other Related Headlines:
» El Universal (Partido Comunista da Venezuela defende sanções à Globovisão)
» AFP (Chávez se declara candidato presidencial em 2012)
» Europa Press (Diretor do El Nacional diz que Chávez "está derrotado" nas próximas eleições presidenciais)


Assine nossa newsletter semanal “Jornalismo nas Américas”

Boletim Semanal (Português)
Boletín Semanal (Español)
Weekly Newsletter (English)
 
Marketing by ActiveCampaign

Facebook