Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Jornalista boliviano é preso por vender vídeos com críticas a Evo Morales




O jornalista Richard Romero foi preso nesta segunda-feira, 18 de julho, na cidade boliviana de La Paz, por supostamente cometer "desacato" com a venda de vídeos de um documentário que ele fez que ofenderia a dignidade do presidente Evo Morales, informou de Los Tiempos.

"Ditadura Sindical" mostra moradores da província de Chapare, região do centro da Bolívia conhecida pelo cultivo da folha de coca, denunciando atos de intimidação e assédio praticados por membros de sindicatos cocaleiros, onde Morales começou sua carreira política.

A prisão de Romero foi criticada pela Associação de Jornalistas de La Paz (APLP). No entanto, o promotor da organização, Antonio Vargas, pediu uma investigação para determinar se o trabalho do jornalista foi feito dentro de padrões éticos.. "Não estamos nem nunca estaremos de acordo com atos que ofendam e caluniem qualquer pessoa, especialmente o Presidente", afirmou Vargas, citado por outra matéria do Los Tiempos.

No entanto, em um editorial para Eju.tv, Emilio Martínez escreveu que "não há no documentário nenhuma declaração de Romero que possa ser considerada 'desacato', ele é simplesmente uma compilação de testemunhos. A prisão do jornalista é um sintoma do declínio da liberdade de imprensa e do clima cada vez mais antidemocrático no país. A penalização de supostos 'crimes de opinião' é um velho meio de reconhecer regimes autoritários, o que já está ocorrendo no caso da Bolívia de Evo Morales".

Veja abaixo parte do documentário de Romero.



No comments

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.


Assine o boletim semanal

Receba nosso boletim semanal sobre jornalismo nas Américas.

Escolha seu idioma:

English
Español
Português

Por favor, digite seu e-mail:

Facebook

Comentários recentes