Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Ofensiva dos EUA contra vazamento de informações segue com prisão de ex-agente da CIA




Na ofensiva do governo americano contra o vazamento de informações secretas, o Departamento de Justiça dos Estados Unidos anunciou a prisão de um ex-agente da Agência Central de Inteligência, a CIA, acusado de divulgar informações sigilosas à imprensa, informaram a agência Associated Press (AP) e a Televisa .

Jeffrey Alexander Sterling, que trabalhou na CIA entre 1993 e 2002, até ser demitido, enfrenta, ao todo, dez acusações de divulgação ilegal de informações secretas relacionadas à segurança nacional. As informações seriam sobre um "programa clandestino cujo objetivo era impedir o desenvolvimento da capacidade armamentista de certos países não identificados", explicaram o New York Times e a ABC.

O Departamento de Justiça não dá detalhes sobre o caso, mas, segundo a AP e o New York Times, assume-se que o ex-agente tenha sido preso por repassar informações sobre esse "programa clandestino" ao repórter do New Yor Times James Risen, autor do livro "Estado de Guerra: A História Secreta da CIA e a Administração Bush" (“State of War: The Secret History of the C.I.A. and the Bush Administration) - que inclui informações sobre o programa nuclear do Irã e e as operações de espionagem da CIA no país, de acordo com a agência de noticias EFE.

Caso seja condenado, Sterling poderá pegar até 120 anos de prisão, além do pagamento de US $2,5 milhões em multas, explicou o Christian Science Monitor.

Sterling é o quarto ex-funcionário do governo americano acusado de vazar informações desde que Barack Obama assumiu a presidência do país, informou a MSNBC, acrescentando que o número de processos do tipo em uma mesma administração é inédito.

O anúncio da prisão do ex-agente da CIA foi feito pouco após a divulgação de um memorando em que o governo orienta suas agências a rever medidas de segurança, para evitar novos vazamentos de informação.

Enquanto isso, o Departamento de Justiça investiga o fundador do site de vazamentos de informações secretas WikiLeaks, Julian Assange, que divulgou documentos militares secretos sobre as guerras do Afeganistão e do Iraque, além de mensagens secretas da diplomacia americana.



No comments

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.


Assine o boletim semanal

Receba nosso boletim semanal sobre jornalismo nas Américas.

Escolha seu idioma:

English
Español
Português

Por favor, digite seu e-mail:

Facebook

Comentários recentes