Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Tribunal de El Salvador condena 11 membros de gangues por assassinato de jornalista franco-espanhol



Um tribunal especial de San Salvador, capital de El Salvador, condenou 11 dos 31 acusados pelo assassinato, em 2009, do fotógrafo e documentarista franco-espanhol Christian Poveda. As penas variam entre 4 e 30 anos de prisão, informaram a EFE e o La Prensa Gráfica.

Todos os condenados faziam parte de violentas gangues de El Salvador, as maras, explicou o El Faro, e acreditavam que o fotógrafo era um informante da polícia. Poveda havia feito um documentário sobre as gangues salvadorenhas e foi morto quando visitava uma área dominada para entrevistar membros dos grupos para uma revista européia.

“Apesar de o tribunal ter condenado apenas 11 acusados, os outros 20 já cumprem penas por diversos delitos”, explicou um comunicado citado pela AFP. De fato, cinco deles foram condenados por formação de quadrilha há duas semanas.

A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) comemorou as condenações, mas criticou a rapidez do julgamento. Em comunicado, a RSF argumento que, embora o crime não tenha ficado impune, dois dias de julgamento (o primeiro a portas fechadas) não são suficientes para explicar completamente o assassinato do profissional.



No comments

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.


Assine o boletim semanal

Receba nosso boletim semanal sobre jornalismo nas Américas.

Escolha seu idioma:

English
Español
Português

Por favor, digite seu e-mail:

Facebook

Comentários recentes