Knight Center
Knight Center

Justiça argentina obriga governo a distribuir publicidade estatal de maneira equilibrada



A Suprema Corte da Argentina confirmou, com unanimidade, uma decisão que obriga o governo a abandonar critérios discriminatórios e manter um “equilíbrio razoável” na distribuição da publicidade oficial, informaram o Hoy e a agência EFE.

A decisão deriva de um caso de 2007. A Editorial Perfil, que publica o jornal de mesmo nome, recorreu à Justiça para que a empresa não fosse excluída da distribuição da publicidade estatal. O argumento era de que o governo do então presidente Néstor Kircher estava castigando a postura crítica do grupo.

A decisão da Suprema Corte ratifica uma sentença da segunda instância de 2009 e determina que o governo não pode distribuir arbitrariamente a publicidade estatal, acrescentou o La Voz, com informações de agências.

A Associação de Entidades Jornalísticas Argentinas (ADEPA) comemorou a decisão e destacou que a distribuição desequilibrada da publicidade oficial é, na prática, “uma pressão vela sobre a linha editorial dos meios”.



Responder

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.


Assine o boletim semanal

Receba nosso boletim semanal sobre jornalismo nas Américas.

Escolha seu idioma:

English
Español
Português

Por favor, digite seu e-mail: