Knight Center
Knight Center

Sociedade dos Jornalistas Profissionais dos EUA recomenda que expressões como "imigrante ilegal" sejam abolidas do noticiário




Em sua conferência anual, a Sociedade dos Jornalistas Profissionais (SPJ, na sigla em inglês) dos Estados Unidos aprovou, na terça-feira 27 de setembro, uma resolução para recomendar que as expressões "imigrante ilegal" e "estrangeiro ilegal" deixem de ser usadas pelos veículos de imprensa americanos, informou o MediaBistro.

A resolução aprovada pela organização, que conta com 7,8 mil membros, diz que "somente a Justiça, não os repórteres ou os editores, pode decidir se uma pessoa cometeu um ato ilegal", acrescentou o Maynard Institute.

Em artigo para a Forbes, Timothy B. Lee aplaudiu a atitude da SPJ, argumentando que "usar uma linguagem objetiva é o primeiro passo para pensar com clareza sobre um assunto e a resolução da SPJ me dá esperança de que estamos caminhando rumo a um debate racional sobre a imigração."

A Associação Nacional de Jornalistas Hispânicos já havia manifestado preocupação com o uso de expressões como "imigrante ilegal" e "estrangeiro ilegal" no noticiário, argumentando que uma cobertura superficial sobre os latino-americanos contribui para uma sentimento contra os imigrantes.

O uso do termo "ilegal" também foi discutido durante o 9º Fórum de Austin sobre Jornalismo nas Américas, evento organizado pelo Centro Knight que, em 2011, teve como tema a "Cobertura Jornalística da Migração nas Américas". Jornalistas das Américas pediram uma cobertura mais humana, equilibrada e aprofundada da imigração.

No início de setembro, o Colorlines.com informou que sua análise de matérias de jornais mostrou que, desde os ataques de 11/09, vem crescendo o uso de uma linguagem que coloca os imigrantes sem autorização como um problema criminal.

Além de aprovar a resolução, a SPJ tomou a polêmica decisão de confirmar a "aposentadoria" do prêmio Helen Thomas Lifetime Achievement. Em janeiro, a direção da organização havia anunciado o cancelamento o prêmio batizado em homenagem à veterana correspondente da Casa Branca Helen Thomas, que se aposentou logo após fazer controversos comentários sobre Israel.



Responder

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.


Assine o boletim semanal

Receba nosso boletim semanal sobre jornalismo nas Américas.

Escolha seu idioma:

English
Español
Português

Por favor, digite seu e-mail: