Knight Center
Knight Center

Jornalista colombiano pede que vítimas de grampos sejam ouvidas em processo contra ex-presidente Uribe




O jornalista colombiano Hollman Morris enviou uma carta pedindo ao Congresso para ouvir as vítimas de escutas telefônicas como testemunhas no julgamento contra o ex-presidente Álvaro Uribe, acusado de espionagem de jornalistas e políticos da oposição, informou El Espectador.

Morris, diretor do programa de televisão "Contravía" e ex-bolsista Nieman da Universidade de Harvard, acusou Uribe de usar a transmissão televisiva do processo em que o jornalista era réu para contar mentiras sobre ele.

"Em resumo, como uma estratégia de defesa, o ex-presidente aproveitou a situação da mídia para reiterar uma série infinita de calúnias, injúrias e mentiras contra mim, colocando-se na posição de 'vítima' no processo", disse.

No início deste ano, Morris ganhou o Prêmio Internacional de Direitos Humanos de Nuremberg.



Responder

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.


Assine o boletim semanal

Receba nosso boletim semanal sobre jornalismo nas Américas.

Escolha seu idioma:

English
Español
Português

Por favor, digite seu e-mail: