Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Pela primeira vez, Pulitzer premia série digital e deixa de entregar prêmio para notícia de última hora




Pela primeira vez, uma série jornalística exclusivamente online foi premiada com um cobiçado Prêmio Pulitzer, segundo o journalism.co.uk. O ProPublica, site de jornalismo investigativo sem fins lucrativos, conquistou o mais importante prêmio de jornalismo dos EUA, na categoria Reportagem Nacional, com uma denúncia sobre o papel de Wall Street na recente crise financeira. É o segundo Prêmio Pulitzer recebido pelo ProPublica.

Também pela primeira vez em 95 anos de premiação, não foi entregue o prêmio da categoria notícias de última hora, informou o Washington Post. O jornal acrescentou que apenas 37 matérias do tipo foram indicadas. Não houve vencedor apesar do fato de que, em dezembro de 2010, o comitê do Pulitzer mudou suas regras para admitir conteúdos multimídia.

Os jornais Los Angeles Times e New York Times foram as únicas publicações que receberam mais de um Prêmio Pulitzer em 2011, dois cada.

A revista Forbes publicou a lista completa de vencedores. As fotos premiadas estão disponíveis aqui.

A Forbes também destacou que, entre os vencedores do Pulitzer em 2011, não há matérias sobre o WikiLeaks produzidas pelo New York Times, especialmente porque o jornal não inscreveu as reportagens na competição.

O blogueiro da Forbes Andy Greenberg especulou que o New York Times, talvez por causa de sua briga com o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, tenta tentado “evitar dever favores a uma fonte com a qual rivalizou publicamente [...] O fato de o Times não considerar seus grandes furos sobre o WikiLeaks dignos do maior prêmio jornalístico do país provavelmente não irá melhorar essa relação”.




Assine nossa newsletter semanal “Jornalismo nas Américas”

Boletim Semanal (Português)
Boletín Semanal (Español)
Weekly Newsletter (English)
 
Marketing by ActiveCampaign

Facebook