Knight Center
Knight Center

Blog de Natalia Mazotte

hospedado em JORNALISMO NAS AMERICAS

Natália Mazotte é mestre em Comunicação e Cultura pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), onde também cursou a graduação em jornalismo. É bacharel em direito pela Universidade Federal Fluminense (UFF). Trabalha como jornalista no Centro Knight para o Jornalismo nas Américas e tem participado de diversos projetos e comunidades ligados ao acesso à informação e ao jornalismo de dados, como Hackday Rio, Open Knowledge Foundation Brasil e Transparência Hacker. Atualmente faz parte do MediaLab UFRJ e da Escola de Dados. Já trabalhou nas Organizações Globo, no setor de comunicação do Ministério Público do Rio de Janeiro e no Instituto Brasileiro de Análises Sociais e Econômicas (Ibase), onde foi editora do projeto Canal Ibase.

Recent Blog Posts:

Alunos do MOOC 'Introdução à Programação' criam seus próprios programas e recebem bolsa para workshop exclusivo no Google

Scripts que compilam dados de bens de candidatos políticos, enviam e-mails alertando sobre horários de jogos de futebol feminino ou minimizam os riscos de roubo de senhas e outras informações sensíveis. Robôs que tuítam os votos dos senadores em proposições legislativas ou que acompanham projetos de lei sobre direitos das mulheres na Câmara. Leia mais »


Como o diário argentino La Nacion se tornou a maior referência em jornalismo de dados da América Latina

Esta história é parte de uma série sobre Jornalismo de Inovação na América Latina e Caribe (*)​ Leia mais »


Panama Papers: Mar Cabra, editora de dados do ICIJ, fala do desafio de checar 11 milhões de documentos vazados

Os Panama Papers, maior vazamento de documentos da história do jornalismo, deu origem a um esforço investigativo global, com a participação de cerca de 100 jornalistas latino-americanos, que permitiu destrinchar o funcionamento dos paraísos fiscais. Leia mais »


Após exoneração do presidente da EBC, funcionários denunciam tentativa de controle da programação da TV pública

Profissionais da Empresa Brasil de Comunicação, gestora de canais públicos de TV e rádio do governo federal, participaram de um ato na última sexta-feira (20 de maio) para denunciar supostas medidas de censura ocorridas após a troca do diretor-presidente da empresa, definida pelo presidente interino Michel Temer. Leia mais »


Suspensão do WhatsApp por um dia afeta jornalistas e meios de comunicação no Brasil

Cerca de 100 milhões de brasileiros que utilizam o Whatsapp para trocar mensagens tiveram o serviço bloqueado por um dia, a partir de segunda-feira, 2 de maio, por determinação de um juiz do interior do país. A medida teve imediata repercussão entre jornalistas, acostumados a usar o aplicativo em suas comunicações, e pelas empresas jornalísticas que o utilizam para distribuir notícias e interagir com os leitores. Leia mais »


Documentos apontam envolvimento da empresa JBS em campanha difamatória contra jornalista Leonardo Sakamoto

Documentos obtidos por ordem judicial indicam que a JBS e uma empresa contratada por ela em 2015 patrocinaram campanha difamatória contra o jornalista e fundador da ONG Repórter Brasil, Leonardo Sakamoto. As informações foram publicadas pela Folha de S. Paulo nesta sexta-feira (8). Leia mais »


Editor da revista Época defende qualidade da cobertura da Lava Jato pela imprensa brasileira

Desde março de 2014, quando foi deflagrada, a Operação Lava Jato e seus desdobramentos têm dominado a pauta política no Brasil. Considerada pela Polícia Federal como a maior investigação de corrupção já realizada no país, sua cobertura é um desafio até para jornalistas experientes, como o editor-chefe da revista Época, Diego Escosteguy. Leia mais »


Carreira pós-jornal: depois de se aposentar da Folha, Elvira Lobato lança sua primeira grande investigação independente

Uma repórter em tempo integral. Assim se define Elvira Lobato, uma das mais premiadas e reconhecidas jornalistas do país, com 39 anos dedicados ao jornalismo impresso. Mesmo depois de decidir se aposentar na Folha em 2011, onde foi repórter especial e trabalhou por 27 anos, o que ela chama de "sina" da investigação não a deixou. Leia mais »


Agência Pública anuncia centro cultural de jornalismo e mapa do jornalismo independente no Brasil

A Agência Pública, uma das principais referências do cenário de mídia independente no Brasil, está com duas novidades no mês de seu quinto aniversário: um centro cultural para apoiar o jornalismo independente e um mapa interativo inédito sobre as novas iniciativas jornalísticas do país.  Leia mais »