Knight Center
Knight Center

Blog PERIODISMO EN LAS AMERICAS

Redes sociais na TV, Mashups e WikiLeaks: previsões para a mídia em 2011 nos EUA




Com a chegada de 2011, a indústria jornalística americana começa a fazer previsões sobre a evolução da comunicação no novo ano.

Para David Carr, do New York Times, em 2011 as chamadas "mídias verticais" (como jornais, revistas e emissoras de TV) serão substituídas por mashups, como são conhecidos os veículos digitais que integram texto, foto, áudio, vídeo e animação. Além disso, segundo ele, os veículos sem fins lucrativos e híbridos de agregação e divulgação de notícias também se fortalecerão. Outras tendências que ele aponta são as redes sociais pela TV, o aumento nas vendas de equipamentos portáteis, os tablets do tipo do iPad, e a continuidade da queda da circulação dos veículos impressos.

Carr acrescenta que são tantas as tendências para 2011 que elas não podem nem ser enumeradas. “Sites com apenas dois anos de existência valem mais do que revistas de cinco décadas; jornais tradicionais agora são de propriedade de seus credores [...]; as redes sociais atualmente concentram a atenção que antes ia para os grandes veículos e a TV nas salas das casas são apenas mais uma das várias telas para as quais as pessoas olham”, escreveu ele.

Em 2011, também acompanharemos uma briga entre Google e Apple pela distribuição de jornais em aparelhos portáteis, de acordo com o Wall Street Journal.

Al Tompkins, do Instituto Poynter, destaca as opiniões de cinco jornalistas investigativos sobre as tendências da mídia em 2011. Para os repórteres, o jornalismo sem fins lucrativos seguirá em alta e o jornalismo investigativo se ampliará graças a todas as novas plataformas disponíveis. Segundo eles, porém, os jornalistas precisarão desenvolver habilidades relacionadas às redes sociais e às bases de dados.

Os profissionais disseram ainda acreditar que as revelações feitas pelo site Wikileaks tornarão mais difícil o acesso à informação.

Em relação ao WikiLeaks, Michael Calderone, do site de notícias do Yahoo, The Cutline, acredita que, em 2011, o site de vazamento de informações secretas enfrentará cinco grandes questões. Entre elas: Qual será seu próximo alvo? A que levarão as acusações de crimes sexuais contra o fundador do WikiLeaks, Julian Assange? O que acontecerá com o soldado Bradley Manning, preso por supostamente repassar documentos secretos ao site? Mais empresas boicotarão o WikiLeaks?




Boletín

Suscríbase a nuestro boletín semanal "Periodismo en las Américas"

Boletim Semanal (Português)
Boletín Semanal (Español)
Weekly Newsletter (English)
 
Marketing by ActiveCampaign