Knight Center
Knight Center

Blog JORNALISMO NAS AMERICAS

Em perfil no Twitter, policial do Bope critica cobertura da Globo e da Record de operação policial no Rio



As imagens chocantes da violência no Rio transmitidas ao vivo nesta quinta-feira, 25, pelas redes Globo e Record foram criticadas no Twitter pelo perfil @Bope_RJ, que diz, em sua página, representar oficialmente o Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar, informou a Folha.com. (veja as imagens aqui e aqui).

Embora a assessoria de imprensa da Polícia Militar do Rio tivesse confirmado à imprensa que o perfil era realmente do Bope, o relações públicas da PM, coronel Lima Castro, afirmou na sexta-feira 26 que a conta era falsa, e que tanto o Bope quanto a PM estavam satisfeitos com a cobertura das emissoras, noticiou a Folha. O blog Jornalismo nas Américas apurou com fontes da Polícia Militar carioca que o perfil é feito por um policial do Bope, embora não represente a posição institucional do batalhão ou da PM.

O perfil @Bope_RJ foi criado no início deste mês e tem mais de 22 mil seguidores. O comentário no Twitter dizia: “Um desserviço prestado pelas aeronaves de Record e Globo”.

A crítica se referia às cenas ao vivo de tanques blindados da polícia dirigindo-se à Vila Cruzeiro, em uma operação que culminou na fuga massiva de traficantes em direção ao Complexo do Alemão, na quinta-feira. Alguns integrantes da PM avaliaram que as imagens teriam prejudicado a estratégia da polícia.

Usuários usaram o hashtag #globocop para comentar a cobertura das emissoras no site de microblogs. “A #Globo fica dedurando o esquema tático do Bope!”, reclamou uma internauta. “Se o #globocop não estivesse ali o helicóptero do Bope ia chegar fazendo tiro ao alvo”, comentou outro.

Os ataques lideraram a lista de termos mais citados no Twitter, observa o iG. A Vila Cruzeiro, onde foram feitas as imagens, é o local onde o jornalista da TV Globo Tim Lopes foi torturado e morto por traficantes oito anos atrás.

Nota: Publicado na quinta-feira 25, este post dizia originalmente que o @Bope_RJ era o perfil oficial do Bope, conforme informações passadas naquele dia pela assessoria de imprensa da Polícia Militar aos jornais locais. Na sexta-feira, o coronel Lima Castro, relações públicas da PM carioca, afirmou que o perfil era falso. O blog Jornalismo nas Américas apurou com fontes da própria Polícia Militar que o perfil é feito por um policial do Bope, mas não reflete a posição institucional da PM ou do batalhão. Este post foi atualizado na segunda-feira 29 para refletir essas informações.



No comments

Comentar

O conteúdo deste campo é privado não será exibido ao público.
By submitting this form, you accept the Mollom privacy policy.






Assine aqui a nossa newsletter semanal!

Nome Completo

Email *
Selecione as listas que deseja subscrever
Boletim Semanal (Português)

Boletín Semanal (Español)

Weekly Newsletter (English)
email marketing
by activecampaign

Facebook

Comentários recentes