texas-moody

Blog

knight-center-journalism

Programa de Cursos de Jornalismo do Centro Knight atinge 260.000 alunos de todo o mundo em nove anos

No seu nono aniversário, o programa Cursos de Jornalismo do Centro Knight para Jornalismo nas Américas, que oferece treinamento online massivo para jornalistas, está celebrando um novo marco: atingiu mais de 260.000 alunos de mais de 200 países e territórios.

INSTAGRAM STORY 9 YEARS-3“Levamos nove anos, de 2003 a 2012, para atingir 7.000 alunos na primeira fase de nosso programa de ensino a distância, que visa ajudar jornalistas principalmente na América Latina e no Caribe. Nunca poderíamos imaginar que nos nove anos seguintes nos tornaríamos globais e atingiríamos quase 40 vezes mais alunos: mais de um quarto de milhão de praticamente todos os países do mundo”, disse o professor Rosental Alves, fundador e diretor do Centro Knight.

Em 28 de outubro de 2012, o Centro Knight iniciou seu primeiro Curso Aberto Massivo e Online (MOOC, na sigla em inglês) com o especialista em visualização de dados Alberto Cairo, Cátedra Knight em Jornalismo Visual da Universidade de Miami.

“Introdução à Infografia e Visualização de Dados” foi oferecido em inglês a 2.000 alunos de 109 países e foi um sinal do sucesso que viria para este importante programa de ensino à distância.

“Tivemos que fechar as inscrições para o primeiro MOOC de Alberto Cairo porque não tínhamos certeza de que o sistema comportaria mais de 2.000 alunos. Algumas semanas depois, voltamos a oferecer o curso, com 5.200 alunos de todo o mundo e tudo funcionou bem. Provamos o conceito”, disse Alves.

Nove anos depois, o programa ofereceu 104 cursos online sobre uma variedade de tópicos e habilidades que ajudam os jornalistas a se preparar e se adaptar às rápidas mudanças criadas pela revolução digital.

Acompanhando a revolução digital

Cristina Lai Men, jornalista de rádio em Lisboa, Portugal, completou cerca de 20 MOOCs com o Centro Knight.

Cristina Lai Men

Cristina Lai Men (Cortesia)

"A actualidade e diversidade de temas, o formato do curso - permitindo a cada um seguir o seu ritmo - são excelentes para quem quer manter-se a par da transformação no mundo dos media," disse Men. "Em cada um, aprendi coisas novas que me ajudavam nas tarefas na redacção, fazendo-me sentir mais confiante como jornalista ou despertando a curiosidade para novas áreas."

E não são apenas jornalistas profissionais que fazem os cursos. Estudantes, professores, designers, bibliotecários, fotógrafos, usuários de redes sociais, cientistas e pessoas em outras profissões se beneficiaram com o programa.

O Centro Knight, junto com a UNESCO e a Relatoria Especial para a Liberdade de Expressão da Comissão Interamericana de Direitos Humanos (CIDH), ofereceu cursos sobre liberdade de expressão especificamente para juízes e servidores da Justiça.

“O único programa, nestes nove anos, que oferecemos que não era voltado para jornalistas foi 'O Marco Internacional de Liberdade de Expressão e Proteção de Jornalistas.' Com suas várias edições em espanhol, este MOOC atingiu cerca de 12.000 juízes e outros funcionários de tribunais da América Latina e da Espanha”, disse Alves.

Depois de fazer os cursos, jornalistas de todo o mundo têm usado o conhecimento adquirido para aprimorar ou iniciar seus próprios projetos, incluindo podcasts, reportagens especiais ou até mesmo empresas de mídia.

Justin Wier, de New Castle, Pensilvânia, nos Estados Unidos, explicou o impacto “profundo” que um curso do Centro Knight de 2018 sobre jornalismo de dados, “Introdução ao R para Jornalistas”, com Andrew Tran, teve em sua vida.

Justin Wier

Justin Wier (Cortesia)

“Aprender R me permitiu discutir e analisar conjuntos de dados que o Excel não conseguia controlar, abrindo novos caminhos em minhas reportagens, e me tornei uma espécie de guru de dados na redação do Youngstown Vindicator, ajudando outras pessoas quando elas tinham problemas que não podiam gerenciar”, disse Wier ao Centro Knight.

Wier decidiu voltar à pós-graduação e buscar um diploma em análise de dados, uma decisão que ele diz não ter certeza que teria tomado sem o curso.

“Acabei de concluir meu mestrado no meio do ano e, atualmente, estou sendo entrevistado para empregos na área de dados”, disse Wier. “Isso poderia não ter acontecido se eu não tivesse me deparado com o MOOC do Centro Knight e me inscrito num rompante.”

Patricia Ventura, de Barcelona, ​​Espanha, também se inspirou a buscar uma formação acadêmica depois de fazer um curso do Centro Knight sobre algoritmos de notícias em 2019 com Nicholas Diakopoulos.

Patricia Ventura

Patricia Ventura (Cortesia)

“Devo dizer que gostei tanto de um deles que decidi ir mais longe e fazer um doutorado que comecei há dois anos e espero terminar em setembro”, disse Ventura. “Portanto, posso dizer que o Centro Knight mudou a minha vida de uma forma totalmente positiva.”

Para Ashutosh Nilkanth, que é da Índia, mas agora mora em Melbourne, Austrália, o curso sobre algoritmos de notícias levou à criação do New Sloth, um software que agrega conteúdo e ajuda os clientes a rastrear notícias, assuntos atuais e informações detalhadas.

“Minha ideia era permitir a agregação escalonável de notícias do setor e algoritmos de machine learning não supervisionados, para ajudar os profissionais em sua pesquisa, análise e tomada de decisão”, disse Nilkanth. “Com mais clareza durante o curso e sua leitura sugerida, desenvolvi o produto de software com uma equipe minúscula, sem investimento externo e feedback de alguns usuários finais da indústria. Mais ou menos um ano depois, lancei-o como New Sloth.”

“Sou grato ao Centro Knight e seus especialistas por compartilhar seus conhecimentos e ajudar estudantes e aspirantes ao redor do mundo”, acrescentou.

No Brasil, os alunos Lucas Thaynan e Graziela França fizeram um curso online introdutório a jornalismo de dados no Centro Knight em 2015, quando sua universidade entrou em greve.

Thaynan foi selecionada para participar de um evento no Google após o MOOC. Em 2017, ele, França e um amigo da faculdade lançaram a agência de jornalismo de dados Tatu, que fica em Alagoas, estado com grande concentração de desertos de notícias.

"Acho que se não fosse o Centro Knight, a Tatu não existiria hoje."

Adaptação a novos desafios

Com o surgimento da pandemia em 2020, o Centro Knight se associou à UNESCO, ao PNUD e à OMS para oferecer cursos sobre a cobertura do COVID-19.

“Pouco mais de um mês após a declaração da pandemia, tínhamos um MOOC pronto em quatro idiomas. Graças ao apoio das agências da ONU, ajudamos imediatamente milhares de jornalistas em todo o mundo que lutavam para fazer a cobertura do COVID-19”, disse Alves.

Além daquele primeiro MOOC em maio de 2020 focado na pandemia em geral, a instrutora Maryn McKenna ensinou outro MOOC em 2021, desta vez com foco na cobertura de vacinas.

Ambos os MOOCs foram originalmente oferecidos em inglês, espanhol, português e francês e atraíram cerca de 12.800 alunos no total.

Desde então, os cursos foram traduzidos para outros idiomas, incluindo árabe e hindi, e estão disponíveis como cursos autônomos que qualquer pessoa de qualquer lugar do mundo pode levar a qualquer momento.

“O curso 'Cobrindo o COVID-19' me deu um conhecimento aprofundado sobre as questões da pandemia que moldaram alguns dos meus artigos que cobri anteriormente sobre a pandemia”, disse Esther Nakkazi, repórter freelancer de ciência e tecnologia em Kampala, Uganda. “As leituras, que foram cuidadosamente escolhidas, me deram a chance de ler o que eu poderia ter perdido de outros jornalistas e também me informaram sobre o que estava acontecendo em outras partes do mundo para ampliar minha compreensão das questões globais sobre a pandemia.”

Variedade de ofertas de cursos

Além dos MOOCs e dos cursos autodirigidos, o Knight Center oferece BOCs (Big Online Courses).

Os MOOCs são cursos gratuitos, geralmente introdutórios e com amplo foco, que atraem milhares de alunos, enquanto os BOCs são pagos e cobrem tópicos mais avançados ou específicos. Os BOCs também se destinam a apenas algumas centenas de alunos, permitindo uma maior interação com o instrutor.

MOOCs e BOCs são conduzidos por instrutores, mas o Centro Knight também oferece cursos autodirigidos, geralmente produzidos com materiais reaproveitados de MOOCs.

Todos os cursos são assíncronos, sem atividades obrigatórias em dias ou horários específicos. Mas os cursos ministrados por instrutor acontecem durante um determinado número de semanas, quando os alunos têm acesso ao instrutor e aos fóruns de discussão e podem trocar ideias ou solucionar problemas uns com os outros.

self-directed coursesOs cursos autodirigidos podem ser realizados a qualquer momento, mas não contam com a participação de um instrutor ou o benefício de fóruns de discussão.

Em 2020, o Centro Knight lançou JournalismCourses.org, que é o novo lar de seu programa de ensino à distância. É aqui que os alunos podem acessar cursos, e-books e outros recursos para ajudá-los a se manterem atualizados com a revolução digital e seu impacto no jornalismo.

O Centro Knight não realizou tudo nos últimos nove anos sozinho, mas o fez com o apoio da John S. e James L Knight Foundation, seu principal financiador, e de outros patrocinadores e parceiros generosos, como a Google News Initiative, Microsoft, UNESCO, Organização dos Estados Americanos (OEA), Organização Mundial da Saúde (OMS), Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, International Women's Media Foundation (IWMF), Chicas Poderosas, Associação Nacional de Jornais do Brasil (ANJ), Society for News Design e outros.

“Somos muito gratos pelo apoio generoso de nossos financiadores e parceiros ao longo dos anos, e nosso trabalho não seria possível sem eles”, disse Mallary Tenore, diretora associada do Centro Knight para o Jornalismo nas Américas. “Também estamos orgulhosos de ter trabalhado com alguns dos principais jornalistas do mundo, que foram instrutores de nossos cursos online. Eles compartilharam seu conhecimento e experiência e nos ajudaram a criar comunidades de aprendizagem entre pares com jornalistas de todo o mundo. Agradecemos a todos os 260.000 alunos que fizeram nossos cursos e que nos lembraram do impacto que nosso programa tem sobre jornalistas e redações em todo o mundo”.

 

Centro Knight para o Jornalismo nas Américas

Fundado em 2002, o Centro Knight para o Jornalismo nas Américas do Moody College of Communication da Universidade do Texas em Austin oferece treinamento e programação para manter jornalistas de todo o mundo atualizados com a revolução digital. Seu programa de cursos online, Cursos de Jornalismo, alcançou 260.000 alunos em 200 países e territórios ao redor do mundo. Sua a revista digital trilíngue LatAm Journalism Review cobre jornalismo e liberdade de imprensa na América Latina e no Caribe. E seu Simpósio Internacional de Jornalismo Online (ISOJ) reúne milhares de jornalistas, executivos da mídia, acadêmicos e estudantes para discutir o presente e o futuro do jornalismo online.

Assine nossos boletins

Inscrever-se