texas-moody

Blog

knight-center-journalism

Projeto de jornalismo de dados sobre mulheres desaparecidas do México vence concurso Microsoft/Centro Knight

Um projeto de jornalismo de dados investigando milhares de casos de mulheres desaparecidas no México ganhou USD 10.000 em financiamento e treinamento em visualização de dados num competitivo concurso organizado em parceria entre a Microsoft e o Centro Knight para o Jornalismo nas Américas da Universidade do Texas em Austin.

A jornalista Itxaro Arteta do site Animal Político vai liderar o projeto no país onde números oficiais dizem que 19.450 garotas adolescentes e mulheres estão desaparecidas. Metade delas tem entre 10 e 24 anos.

Itxaro Arteta

Journalist Itxaro Arteta from Animal Político will lead the winning project on missing women in Mexico. (Courtesy)

"Esta iniciativa de financiamento e treinamento é um reflexo do compromisso compartilhado da Microsoft e do Centro Knight em oferecer treinamento gratuito para ajudar as redações a atender mais e melhor seu público. É também um reflexo da necessidade dos jornalistas desenvolverem habilidades de jornalismo de dados", disse Mallary Tenore, diretora associada do Centro Knight. “Estamos felizes em nos unir à Microsoft para apoiar Itxaro Arteta e o Animal Político em um momento em que a necessidade de treinamento em jornalismo de dados na América Latina nunca foi tão grande”.

Arteta passou um ano se dedicando à investigação de casos de violência doméstica, violência sexual e feminicídio no México, além de reportar desaparecidos. Ela começou a pensar na ideia para esta reportagem em janeiro de 2019, quando o comissário de Busca Nacional Roberto Cabrera Alfaro anunciou a criação de um banco de dados com informações genéticas de mais de 50.000 perfis de parentes de desaparecidos, como relatou o Animal Político na época. Também foi a primeira vez que uma instituição do governo federal reconheceu que havia 40.180 pessoas desaparecidas no país, acrescentou o meio de comunicação.

O banco de dados inclui gênero, idade, estado de desaparecimento das pessoas e dados físicos, explicou Arteta.

Agora que uma nova administração assumiu, Arteta disse que o banco de dados não está disponível na íntegra. Ela está atualmente apelando para o mecanismo de transparência para obter mais dados.

Nesse meio tempo, ela percebeu algumas tendências interessantes. Por exemplo, há uma correlação entre altos níveis de feminicídio e altos níveis de violência doméstica em alguns estados, disse ela. Além disso, a maioria das mulheres desaparecidas tem menos de 18 anos, acrescentou a jornalista

O problema dos desaparecidos costuma estar associado ao crime organizado e ao tráfico de drogas, mas Arteta disse que o padrão é diferente com as mulheres.

“Isso nos diz que talvez tenha a ver com violência contra as mulheres”, disse Arteta. “E essa é uma questão que recebeu muita atenção no ano passado e ainda há muita resistência no México.”

Além dos USD 10.000 em financiamento, o Animal Político receberá treinamento prático em visualização de dados da Microsoft, que começará em janeiro de 2021.

Microsoft and KC logos“No ano passado, o presidente da Microsoft, Brad Smith, listou a proteção e o fortalecimento do jornalismo como um dos dez maiores desafios da próxima década, e nossa parceria com o Centro Knight, Animal Político e a Sra. Arteta é uma expressão de nosso compromisso em enfrentar esse desafio", disse Ben Rudolph, diretor administrativo do Microsoft News Labs. “Ao capacitar jornalistas com tecnologia e treinamento, podemos aumentar sua criatividade e curiosidade, permitindo-lhes contar histórias de maneira mais eficaz que movem o mundo adiante.”

Arteta disse que tanto o financiamento quanto o treinamento serão úteis para a pequena equipe do veículo digital, especialmente em termos de análise e visualização de dados.

“Adoraria aprender a fazer isso de uma forma muito mais profissional, muito mais eficaz, com certeza”, disse a jornalista, que fez três cursos online do Centro Knight, incluindo um sobre análise e visualização de dados e outro sobre cobertura inclusiva.

O financiamento da Microsoft e do Centro Knight também ajudará a equipe a viajar para fora da Cidade do México, onde está localizada a redação, para explorar estados com altos níveis de desaparecimento e ver quais políticas estão em vigor.

A Microsoft tem parceria com editores por meio de seu ecossistema Microsoft News, que atinge mais de 500 milhões de pessoas em 180 países todos os meses por meio de feeds personalizados no MSN, Bing e Microsoft Edge, bem como parceiros globais de distribuição. Por meio de suas iniciativas do News Labs, a Microsoft está trabalhando para promover a arte, a ciência e os negócios do jornalismo por meio de inovações técnicas que agilizam e dimensionam a reportagem, modernizam as operações da redação e geram conexões com o público.

O Centro Knight para o Jornalismo nas Américas foi criado em 2002 pelo Professor Rosental Alves, titular Knight de Jornalismo do Moody College of Communication da Universidade do Texas, graças às generosas doações da Fundação John S. e James L. Knight. O objetivo original do Centro Knight era ajudar jornalistas da América Latina e do Caribe com treinamento profissional e capacitação. O Centro Knight continua a ter uma forte presença na América Latina, mas nos últimos anos tornou-se uma operação global graças aos seus massivos cursos online que atingiram mais de 250.000 alunos em 200 países e territórios desde 2012.

Animal Político é um veículo de comunicação digital nativo que coloca os cidadãos no centro, dialogando com eles e abordando questões que os afetam, como corrupção, insegurança, desigualdade no país, violência de gênero e discriminação. É dedicado ao jornalismo investigativo e projetos multimídia cobrindo notícias em todo o México.

Assine nossos boletins

Inscrever-se