texas-moody

Blog

knight-center-journalism

MOOC “Jornalismo em Pandemia” é relançado como curso autodirigido no novo site do Centro Knight

Quase 9 mil pessoas de 162 países se inscreveram no curso online aberto massivo (MOOC) "Jornalismo em uma pandemia: cobrindo a COVID-19 agora e no futuro", oferecido de 4 a 31 de maio pelo Centro Knight de Jornalismo nas Américas, em parceria com a UNESCO e a Organização Mundial da Saúde, com o apoio do PNUD e da Fundação Knight.

O conteúdo do curso foi compilado e reorganizado como um curso online autodirigido que acaba de ser publicado no novo site JournalismCourses.org. Agora está disponível para qualquer pessoa, de qualquer lugar do mundo, a qualquer momento. Nessa modalidade, os jornalistas podem fazer o curso no seu próprio ritmo.

journalism in a pandemic self directed banner

Esse MOOC de sucesso foi liderado por Maryn McKenna, uma jornalista premiada especializada em ciência, autora e palestrante do TED, com co-instrutores em cada um dos outros três idiomas do MOOC, além do inglês: Amanda Rossi, jornalista brasileira de dados, em português; Federico Kukso, autor argentino e jornalista de ciências, em espanhol; e Yves Sciama, jornalista  de ciências da França e presidente da Associação Francesa de Jornalistas Científicos, em francês.

Agora todo o conteúdo dos quatro módulos em inglês, francês, espanhol e português está acessível a qualquer pessoa sem registro, login ou qualquer outro requisito, no site dos Cursos de Jornalismo do Centro Knight.

"Nós podemos adicionar versões deste curso em outros idiomas, com a ajuda de nossos parceiros das Nações Unidas", disse o professor Rosental Alves, fundador e diretor do Centro Knight de Jornalismo nas Américas da Universidade do Texas em Austin. "As versões chinesa, russa e árabe já estão em andamento e esperamos poder anunciar essas versões em breve".

O curso autodirigido disponível no JournalismCourses.org segue a mesma estrutura do MOOC, dividida em quatro módulos de instrução, além de um introdutório. Cada módulo contém aulas de vídeo, entrevistas com oradores convidados e materiais de leitura.

O Módulo 1 cobre a história de pandemias e desastres no século XX, examinando como o mundo reagiu à gripe, varíola, poliomielite e HIV e questiona se os governos implementaram planos que eles fizeram para responder a futuras pandemias e o que não foi feito.

O Módulo 2 examina o desenrolar da pandemia de 2020 em seus primeiros quatro meses, abordando crises na área da saúde, cadeias de suprimentos internacionais e debates sobre distanciamento social e uso de máscaras, com atenção especial à forma como governos com diferentes níveis de recursos responderam em diferentes partes do mundo. Também aborda a importância de proteger a liberdade de expressão e detectar e combater desinformação e desinformação sobre a pandemia.

No módulo 3, os alunos aprenderão sobre as reivindicações concorrentes de tratamentos da COVID-19, incluindo medicamentos atualmente disponíveis no mercado, bem como aqueles que estão entrando em fase de testes, e a linha do tempo para obter uma vacina e um teste de anticorpos destinados a provar imunidade. Ele também examinará o papel do frenesi e do viés da mídia no avanço e desmistificação de alguns tratamentos propostos.

E o módulo 4 propõe os ângulos da história mais importantes a serem considerados, em várias áreas de cobertura, nas semanas, meses e anos após a criação do curso (maio de 2020). Ele também aborda a questão crítica do autocuidado dos jornalistas à medida que a emergência continua.

“Jornalistas de todo o mundo precisam de treinamento, pois a maioria não tinha experiência na cobertura de questões de saúde e ciências e, de repente, foi empurrada para a cobertura da pandemia”, disse o professor Alves. “Somos gratos ao apoio que o PNUD deu a esse projeto e à colaboração com a OMS e a Unesco, para que possamos oferecer essa pequena contribuição a milhares de jornalistas que precisam de mais conhecimento sobre como melhorar sua cobertura da COVID-19.”

"Também agradecemos a Maryn McKenna, Amanda Rossi, Federico Kukso e Yves Sciama pela sua dedicação e compromisso em tornar esse programa tão bem-sucedido", disse Alves. “Ter este treinamento disponível gratuitamente para jornalistas em nosso site vai ampliar ainda mais o alcance do curso Jornalismo em uma pandemia: cobrindo a COVID-19 agora e no futuro.”

Assine nossos boletins

Inscrever-se